Fibria apresenta resultados do “Colmeias” no Centro de Estudos Apícolas da UNITAU

Por: Share:
Iniciativa terá seminário, feira de produtos apícolas, visitas técnicas e minicursos entre os dias 24 e 27 de outubro, em Taubaté. (Foto: Fibria)

A Fibria, empresa brasileira líder mundial na produção de celulose de eucalipto a partir de florestas plantadas, apresentará os bons resultados obtidos em 15 anos de atividades do Programa Colmeias durante o evento de comemoração aos 30 anos do CEA (Centro de Estudos Apícolas) da UNITAU (Universidade de Taubaté), entre os dias 24 e 27 de outubro.

A comemoração será marcada por uma ampla programação, que inclui seminários, feira de produtos apícolas, visitas técnicas e minicursos. A iniciativa é fruto da parceria dos representantes do APL (Arranjo Produtivo Local) formado pela Fibria, UNITAU, CATI (Coordenadoria de Assistência Técnica Integral), SEBRAE-SP (Serviço de Apoio às Micros e Pequenas Empresas) e COAPVALE (Cooperativa Agropecuária do Vale do Paraíba).

O gerente-geral de Sustentabilidade da Fibria, Fausto Camargo, fará palestra sobre o Programa Colmeias no dia 25/10, às 10h30, no Seminário de Apicultura. No dia 26/10, a Fibria marca presença em duas mesas redondas a partir das 14h: o técnico do Colmeias, Arno Wieringa participa de debate sobre apiculturismo e manejo produtivo em eucaliptos, ao lado de outros dois técnicos do Programa, o engenheiro agrônomo Paulo Forte (ESALQ/USP) e o especialista em apicultura Danilo Peranovich (UNITAU).

“Este é o maior evento sobre apicultura do interior de São Paulo e uma ótima oportunidade para fazer um balanço dos 15 anos do Colmeias, iniciativa que trouxe melhorias nas condições econômicas e socioambientais da comunidade. O Programa mudou a forma de atuação dos produtores da região, desde a organização e manejo até a comercialização. Foram muitas conquistas e aprendizados, que merecem ser compartilhados”, afirma Fausto Camargo.

Além do seminário, umas das atrações é a Feira de Produtos Apícolas, de 24 a 26 de outubro. A ação é outra conquista dos produtores que participam do Colmeias e do APL (Arranjo Produtivo Local), que vão expor seus produtos representando oito associações do Vale do Paraíba (SP). Além do mel, os expositores trarão opções de doces, cera, cosméticos, vestuário, acessórios e equipamentos para produção e proteção.

Os participantes do evento também poderão conferir os avanços dos apicultores locais em visitas técnicas a um modelo de apicultura familiar, em Redenção da Serra (SP), e ao meliponário modelo, em Natividade da Serra (SP), no dia 27/10.

Os interessados em obter mais informações sobre apicultura ainda terão uma agenda de minicursos no dia 24. As atividades abordarão temas como meliponicultura, apicultura orgânica, produção de abelhas rainhas, pólen e reconhecimento de pragas.

O Programa Colmeias
Com o intuito de fortalecer a apicultura e fomentar o desenvolvimento da cadeia apícola, o Programa tem conquistado índices significativos e cada vez mais progressivos na produção de mel e ajudou a fortalecer o APL. Atualmente, 94 apicultores de São Luiz do Paraitinga, Redenção da Serra, Santa Branca, Cunha, Monteiro Lobato, São José dos Campos, Guararema e Taubaté participam da iniciativa na região do Vale do Paraíba.

Em 2017, a produção de mel atingiu a marca de 31 toneladas. O número se equipara à média nacional, ou seja, cerca de 17 quilos de mel por colmeia. Em 2016, a produção foi de 21 toneladas.

Entre os destaques, nesses 15 anos de história, está a conquista da COAPVALE, localizada em Taubaté (SP), que recebeu cerca de R$ 290 mil, como resultado da venda de mel para o PNAE (Programa Nacional de Alimentação Escolar), em 2016.

O foco atual é promover o incremento de tecnologias de baixo impacto ambiental que agreguem valor à cadeia produtiva, como a rastreabilidade do mel e o melhoramento genético das colônias de abelhas, além de apoiar os produtores na inserção do mel em novos mercados.

Evento Comemorativo dos 30 Anos do Centro de Estudos Apícolas (CEA)
Data:
24 a 27 de outubro
Local: Departamento de Ciências Agrárias da UNITAU (Estrada Municipal Prof. Dr. José Luís Cembraneli, 5.000, Jardim Sandra Maria – Taubaté)

A programação completa do evento pode ser consultada em www.agro.unitau.br/cea30anos

Principais marcos do Programa Colmeias na região do Vale do Paraíba


2015
 Inauguração do apiário experimental nas associações: Apicultores de Santa Branca (Agroapis), Associação Socioeducativa de Pequenos Produtores Rurais de Redenção da Serra (NUTRIR) e Associação Paraibunense de Apicultura (APA);

Formação do Arranjo Produtivo Local do Mel (APL do Mel), uma parceria entre a Fibria, SEBRAE-SP, UNITAU (Universidade de Taubaté) e Coordenadoria de Assistência Técnica Integral (CATI) – órgão da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo.

2016
Inauguração do meliponário da Associação Paraibunense de Apicultura (APA), em Paraibuna (SP);

Participação dos apicultores no 2ª Fórum do Projeto Microbacias Il;

Conclusão da Casa do Mel da Associação Apícola da Alta Mata Atlântica (Apiama), em Cunha (SP);

Assinatura do contrato de comodato entre a Associação de Apicultores de Santa Branca (Agroapis) e a EDP Bandeirantes para a criação de uma sede da associação e da Casa do Mel.

2017
Participação dos apicultores da Cooperativa Agropecuária do Vale do Paraíba (Coapvale) na comemoração dos 50 anos da CATI (Coordenadoria de Assistência Técnica Integral).

Fechamento do acordo de resultados APL de Apicultura Sustentável do Vale do Paraíba, com parceiros da região. No total, serão investidos R$ 1,8 milhões nas atividades que serão desenvolvidas.

2018
Realização do Seminário de Apicultura e primeira edição da Feira de Produtos Apícolas, organizada pelo APL, no Centro de Estudos Apícolas da UNITAU.

Recomendados para você