Dia do aviador e da Força Aérea é comemorado em Brasília

Por: Share:
A comemoração do dia do Aviador e da Força Aérea ocorreu na Ala 1. (Foto: Tereza Sobreira/MD)

Após dezenas de tentativas, em 23 de outubro de 1906, o êxito de percorrer 60 metros em sete segundos fez com que o voo a dois metros do solo entrasse para a história. A Comissão Oficial de Aeroclube da França e os mais de mil espectadores presenciaram, naquele dia, o 14 Bis, o “mais pesado que o ar”, comandado pelo brasileiro Alberto Santos Dumont, no Campo de Bagatelle, em Paris.

Há 112 anos o “impossível” aconteceu e o fato que mudou a história da aviação é exaltado pela Força Aérea Brasileira (FAB) com a comemoração do dia do Aviador e da Força.

Na manhã da terça-feira (23), a cerimônia alusiva à data magna, reuniu civis e militares na Ala 1 (Base Aérea) em Brasília. Na ocasião, o comandante da aeronáutica, brigadeiro Nivaldo Luiz Rossato, destacou a coragem de Santos Dumont em enfrentar, não só os perigos de uma dimensão ainda muito pouco conhecida, mas também a bravura de defrontar a ordem natural. “Enquanto muitos julgavam impossível, ele simplesmente o fez. Dedicação e coragem foram as virtudes que levaram o “Pai da Aviação” à sua descoberta, porém, a simplicidade é a virtude que fez dele o grande homem que ele é”, exaltou.

O brigadeiro Nivaldo Rossato também ressaltou que o legado deixado por Santos Dumont fez surgir profissionais que amam o estudo, a persistência e a disciplina. Homens e mulheres que passam por longos e árduos treinamentos para garantir o voo seguro e preciso. Segundo ele, a profissão de aviador é a convicção de que o produto do seu esforço é muito maior do que ele próprio. “Suas asas levam a segurança e a defesa da Nação, levam o alívio do resgate e conduzem o suprimento para abastecer as mais diversas necessidades”, apontou.

O presidente Michel Temer e demais autoridades prestigiaram a solenidade, que teve como destaque a certificação do KC-390. (Foto: Tereza Sobreira/MD)

O presidente da República, Michel Temer, esteve presente na solenidade e, em suas palavras, ressaltou que “cada um dos integrantes da FAB leva adiante essa tradição que tanto orgulha aos brasileiros” e que a tradição é “inspirada na coragem, na abnegação, na tenacidade dos que pelejaram pela causa da liberdade”.

KC-390

Entre as apresentações que a solenidade trouxe, uma das mais esperadas foi a nova aeronave multimissão de transporte da FAB, o KC-390, com capacidade para transportar 23 toneladas de carga, inclusive veículos de médio e grande porte.

O avião, que é o maior produzido na América Latina, fez sobrevoos e pousou no pátio em que ocorreu a comemoração, surpreendendo o público presente.

KC-390 da Embraer. (Foto: Divulgação)

Na última sexta-feira (19), a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) emitiu a Certificação de Tipo da aeronave Embraer modelo EMB390KC, que permite que a aeronave possa ser comercializada e operada em todo o território brasileiro.

“É um salto para o Brasil e para o mundo. Ela vem ocupar o espaço que era antes do Hércules. É a primeira que está sendo entregue e ainda há proposta da entrega de duas para esse ano. Os países que têm interesse, podem comprar a aeronave. Essa aeronave tem uma economia muito maior e performance superior”, destacou o ministro de Defesa, Joaquim Silva e Luna.

O cargueiro da FAB é o único da categoria que conta com o sistema de comando de voo eletrônico fly-by-wire que, além de dar maior eficiência para pilotagem, também proporciona uma integração com as demais missões. Um exemplo é o lançamento de carga. O uso dos controles eletrônicos vai mensurar o comportamento do avião durante o voo, que responde a essa dinâmica e repassa as informações ao piloto. Outras 28 unidades foram encomendadas e a entrega está prevista para 2019.

Além do KC-390, a solenidade do Dia do Aviador e da Força Aérea também teve as apresentações de caças e da esquadrilha da fumaça.

Condecoração

É tradição nesta cerimônia fazer a imposição da Ordem do Mérito Aeronáutico (OMA). A condecoração é destinada aos militares da Aeronáutica que tenham prestado notáveis serviços ao país ou tenham se destacado no exercício da profissão. Visa, ainda, reconhecer serviços prestados à Aeronáutica por personalidades civis e militares e por Organizações Militares e instituições civis, brasileiras ou estrangeiras.

A certificação do KC-390 pela EMBRAER permite que a aeronave seja comercializada. (Foto: Tereza Sobreira/MD)

“Para mim foi uma honra extrema receber essa condecoração, pelo reconhecimento pelo trabalho que tenho feito. Como cidadão, é extremamente importante que esses reconhecimentos aconteçam. Nós temos que agraciar essas pessoas para valorizar o que todo mundo tem feito e trazer os benefícios para o país”, destacou o superintendente de ação fiscal da Anac, Cláudio Beschizza Ianelli, condecorado com a medalha Cavaleiro.

A distinção pode ser concedida em cinco graus: Grã-Cruz, Grande Oficial, Comendador, Oficial e Cavaleiro.

Veja também