Consultoria do Ministério da Cultura prepara Taubaté para programa da Unesco

Por: Share:
(Foto: Divulgação/PMT)

Taubaté foi selecionada, através do chamamento público nº 03/18 do Ministério da Cultura (MinC), para receber apoio técnico na candidatura ao título de cidade criativa da Unesco. Essa é a primeira que o MinC oferece esse tipo de apoio às prefeituras.

Além de Taubaté, outros 14 municípios receberão a consultoria contratada pelo MinC. O apoio técnico será para a elaboração de um dossiê com propostas atrativas e competitivas para a candidatura para a próxima seleção de Cidades Criativas da Unesco, prevista para 2019.

Além de auxiliar as cidades vencedoras na construção do dossiê, o MinC também busca estimular as cidades na elaboração de planos de desenvolvimento que impulsionem a economia criativa, tenham a cultura como base e que contribuam com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) previstos na Agenda 2030 da ONU. A previsão é de que as consultorias sejam iniciadas já em novembro.

Ao ganhar o selo da Unesco, a cidade passa a ter suporte e condições de desenvolver sua vocação criativa, fortalecendo a cadeia de empreendimentos e atividades da área temática pela qual foi escolhida, no caso de Taubaté, a música. Isso resulta na atração de mais turistas, na geração de emprego, renda e desenvolvimento para a região.

Cada cidade identificou uma área temática preferencial, que já seja significativa na cultura e na economia locais. As possibilidades eram: artesanato e artes folclóricas, design, cinema, gastronomia, literatura, artes midiáticas ou música.

A iniciativa para Taubaté tornar-se candidata à Rede de Cidades Criativas foi do Conselho Municipal de Cultura, em parceria com a Secretaria de Turismo e Cultura da cidade.

Taubaté foi inscrita e classificada para a temática música. Para a definição da temática, foram realizadas uma reunião ordinária do Conselho Municipal de Cultura para a apresentação do edital e mais duas reuniões extraordinárias, sendo uma para a apresentação das possibilidades nas temáticas pretendidas e outra para a decisão final.

A música foi escolhida pois em Taubaté há uma cadeia produtiva musical mais elaborada, como a Escola Fêgo Camargo, Famuta, Banda Sinfônica e os diversos projetos musicais espalhados pelas escolas e no Centro Cultural.

Para fortalecer a candidatura de Taubaté foi necessário, além de um formulário de inscrição e responder a um questionário técnico, enviar duas cartas de entidades nacionais apoiando a cidade. Neste caso, o Conselho Municipal de Cultura conseguiu uma carta de apoio do maestro João Carlos Martins (Orquestrando o Brasil) e outra do diretor Paulo Abrão Esper (Cia. Ópera São Paulo).

Oito cidades brasileiras já fazem parte da Rede de Cidades Criativas: Belém (PA), Florianópolis (SC) e Paraty (RJ), no campo da gastronomia; Brasília (DF) e Curitiba (PR) no do design; João Pessoa (PB), artesanato e artes folclóricas; Salvador (BA), música; e Santos (SP), cinema.

O programa da Unesco tem o objetivo de promover a cooperação internacional entre cidades que investem na cultura e na criatividade como fatores de estímulo ao desenvolvimento sustentável. Atualmente, 180 cidades de 72 países fazem parte da rede.