São Sebastião recebe reforço policial para Operação Verão 2018

Por: Share:
Deste total de policiais, 134 serão de infantaria 22 bombeiros e 18 policiais rodoviários. (Foto: Crédito: DEPCOM | PMSS)

A partir desta quarta-feira (20/12) São Sebastião conta com um reforço de 174 novos policiais que chegam à cidade para dar início a Operação Verão 2017/2018. Os policiais permanecem na cidade até o dia 16 de fevereiro quando se encerra o período de alta temporada na cidade. O lançamento oficial da operação será realizado a partir das 17h na tenda montada na Rua da Praia.

Deste total de policiais, 134 serão de infantaria 22 bombeiros e 18 policiais rodoviários. Além disso, também está prevista a vinda de 35 novas viaturas que auxiliarão no patrulhamento das ruas de costa norte à costa sul.

Do convênio feito entre a Administração Municipal e o Governo do Estado para a implantação da operação a prefeitura arca com os custeios de alimentação e hospedagem e o Governo do Estado com a remuneração dos policiais.

Para o secretário de Segurança Urbana, José Roberto de Lara, o reforço no policiamento é fundamental para garantir a segurança da população e dos turistas que visitam a cidade neste período da alta temporada de verão. “Com este reforço conseguimos manter o policiamento em todos os bairros durante a temporada. Sem contar que a cidade ainda conta coma GCM que também auxilia no atendimento das ocorrências de segurança”, disse.

Queda nos registros
Desde que assumiu a atual administração tem investido fortemente no que se refere à segurança pública e o reflexo positivo disso é que de acordo com os dados estatísticos da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo a cidade vem apresentando uma redução em todos os principais índices de criminalidade desde o inicio do ano e se comparado ao mesmo período do ano passado.

Entre as ações que se destacam em 2017 está a regulamentação da Atividade Delegada aos policiais militares, a reestruturação por completo da Guarda Civil Municipal (GCM), as câmeras de monitoramento do Centro de Operações Integradas (COI) e o convênio com o Detecta, maior banco de dados policiais da América Latina.