Polícia Ambiental do Vale desarticula quadrilha por adulterar e distribuir anilhas falsificadas

Por: Share:
Objetos, armas e aves apreendidos, apresentados à Polícia Federal. (Foto: Divulgação/Polícia Ambiental)

Na terça-feira, dia 5, o Policiamento Ambiental desarticulou uma quadrilha responsável por adulterar e distribuir anilhas falsificadas no Vale do Paraíba.

As ações tiveram início na cidade de Taubaté, se desenrolaram até São José dos Campos e mobilizaram dez policiais.

No local, que servia de sede para o bando, foram apreendidas 111 anilhas falsificadas (semelhante a anéis para marcar as aves),  equipamentos utilizados na fabricação e adulteração das anilhas, dois revólveres calibres 32 e 44 e uma pistola 9mm, armas utilizadas  na segurança da quadrilha. 25 aves da fauna silvestre com e sem anilhas falsas também foram apreendidas.

As anilhas são selos públicos, semelhantes a anéis, que contém uma numeração única, que identificam as aves criadas em cativeiro com autorização do IBAMA.

As anilhas são fornecidas exclusivamente pelo órgão federal aos criadores autorizados, na ocasião do nascimento e são colocadas nas pernas das aves recém-nascidas.

Além de configurar crime federal, adulterar ou tentar colocar anilhas em uma ave adulta pode lesionar de forma irreversível a perna do animal.

Todos os envolvidos e materiais foram encaminhados à delegacia da Polícia Federal e dois homens permancem detidos à disposição da Justiça.

As aves serão reabilitadas antes de serem devolvidas ao habitat natural.

VEJA TAMBÉM