Niterói é campeão brasileiro feminino de Rugby Sevens

Por: Share:
O título do Niterói no Super Sevens foi possível graças à conquista de três das seis etapas e um grande crescimento na reta final do torneio. (Foto: Divulgação/CBRu)

A equipe de Niterói é a grande campeã do Super Sevens – Circuito Brasileiro de Rugby Sevens Feminino. O título veio após a vitória na última etapa da temporada, realizada nesse fim de semana, dias 2 a 3 de dezembro, em Curitiba (PR). Esta é a segunda vez na história que a equipe conquista o título máximo do sevens feminino nacional – o primeiro veio em 2009.

O título do Niterói no Super Sevens foi possível graças à conquista de três das seis etapas e um grande crescimento na reta final do torneio. Nas duas últimas etapas, realizadas em São José dos Campos e Curitiba, o time de Niterói tirou uma diferença de 15 pontos para o até então líder São José, e fechou a temporada com 111 pontos, contra 109 das rivais do interior de São Paulo. O Curitiba, com 95, e as Leoas de Paraisópolis, com 84, fecharam a temporada em terceiro e quarto lugares, respectivamente, e garantiram vaga fixa na próxima temporada do torneio.

“Tivemos um time bem mesclado nesse ano, pois não pudemos usar muito as meninas da Seleção. Isso deu espaço para as novatas evoluírem bastante e no final conseguimos fazer tudo certinho para conquistar esse título”, afirma Letícia Olivares, a Lelê, do Niterói.

A última etapa do Super Sevens 2017

O primeiro dia de competições na Secretaria de Esporte do Paraná teve uma grande surpresa, a vitória do Delta sobre o Niterói, que brigava pelo título, na fase de grupos. O resultado colocou as piauienses na liderança do grupo A, seguidas pela equipe fluminense e pelo Band Saracens. Nos demais grupos, o São José liderou o C, seguido por Leoas e Melina, e Curitiba e Niterói passaram de fase no grupo B, formando assim as oito equipes classificadas para as quartas de final Ouro.

O segundo dia também reservou surpresas à última etapa do Super Sevens, com as Leoas despachando as favoritas do São José já nas quartas de final, colocando lenha na fogueira pela disputa do título geral. O Niterói superou o Desterro, o Delta eliminou o Melina e o Curitiba superou o Band Saracens. Nas semis, vitórias de Niterói sobre o Delta, e das Leoas sobre as donas da casa do CRC.

Enquanto o São José sentiu o baque e foi superado pelo Desterro na disputa da Taça Prata, ficando assim apenas com o sexto lugar da etapa, o Niterói não deu chances ao azar e bateu a Leoas por 26 a 5 na grande final, ficando não apenas com a taça da etapa, mas também com o título geral do Super Sevens 2017. O Delta fechou sua grande temporada com o terceiro lugar em Curitiba, ao derrotar as paranaenses por 24 a 14 na disputa pela colocação.

Com os resultados, o Niterói fechou o Circuito com 111 pontos conquistados, após seis rodadas, seguido pelo São José, com 109, Curitiba, com 95, e Leoas, com 84. O surpreendente Delta ficou com os mesmos 84 pontos, mas terminou o Super Sevens em quinto, por conta dos critérios de desempate. Band Saracens, com 79 pontos, Desterro, com 71, e SPAC, com 55, fecharam a classificação das equipes fixas da temporada.

Super Sevens 2017 – 6ª e última etapa – Curitiba/PR

Dias 2 e 3 de dezembro de 2017

Classificação da etapa: 1-Niterói, 2-Leoas de Paraisópolis, 3-Delta, 4-Curitiba, 5-Desterro, 6-São José, 7-Band Saracens, 8-Melina, 9-SPAC, 10-Centauros, 11-Goianos, 12-USP

Classificação final do Super Sevens 2017 (equipes fixas): 1-Niterói (111 pts.), 2-São José (109 pts.), 3-Curitiba (95 pts.), 4-Leoas de Paraisópolis (84 pts.), 5-Delta (84 pts.), 6-Band Saracens (79 pts.), 7-Desterro (71 pts.), 8-SPAC (55 pts.)

Sobre a Confederação Brasileira de Rugby

“A Confederação Brasileira de Rugby (CBRu) tem o apoio do Comitê Olímpico do Brasil e do Ministério do Esporte, conta com o patrocínio máster do Bradesco e, como patrocinadores principais, AccorHotels, Topper, Heineken, Correios, CCR, Total, Rumo e Dove Man Care. Conta ainda com Alupar, Robert Walters e Cultura Inglesa como patrocinadores oficiais. Também são fornecedores e apoiadores do rugby brasileiro Gilbert, Krom, Cremer, Travel Ace, Fortify, Deloitte, JExperts e Workout.

O rugby é o segundo esporte coletivo mais praticado no mundo, com quase 7 milhões de jogadores registrados e presente em mais de 170 países. No Brasil, são mais de 3,2 milhões fãs de acordo com o Ibope Repucom, mais de 300 agremiações esportivas e 60 mil atletas e praticantes, números que, somados à volta da modalidade ao programa olímpico nos Jogos do Rio 2016, fizeram a World Rugby (a federação internacional de Rugby) eleger o Brasil como prioridade estratégica de investimento.”