VÍDEO: com belas obras e interpretações, Festipoema 2017 é sucesso em Pinda

Por: Share:

Estimular a criação poética, valorizar e divulgar a poesia e incentivar a arte da interpretação, despertando no público o interesse por manifestações artísticas. Estas são algumas das premissas do Festipoema, festival que une a arte de escrever com a de interpretar e que em 2017 chegou a sua 11ª edição em Pindamonhangaba.

Foram dois dias de apresentações no Espaço Cultural Teatro Galpão envolvendo as categorias infantil, juvenil e adulto e também foto e vídeo, categorias inseridas no festival deste ano.

No palco, crianças, jovens e adultos mostraram ao público um pouco do sentimento presente nos 30 poemas concorrentes desta edição. Alegria, tristeza, política, devaneios, sonhos e agradecimentos foram alguns dos temas em destaque. Para escolher os melhores entre tanta gente boa, não foi fácil.

Roshana Dalle, Melhor Intérprete, ao lado de Alberto Santiago, organizador do evento. À esquerda, Rafael segundo melhor intérprete e Wesley, que ficou com o terceiro lugar em 2017. (Foto: Luis Claudio Antunes/PortalR3)

O prêmio de Melhor Interprete foi para Rhosana Dalle, que deu vida ao poema “A casa que habito”, de André Kondo, da cidade de Caraguatatuba. Em sua performance, Dalle fez uma crítica ao atual momento do país.

Rafael Gomes, com Racismo, de Nicole de Oliveira Soares, ficou com o segundo lugar e Wesley Silva, que deu vida ao poema Filhos do Brasil, de Maicon de Almeida Moreira, ficou com o terceiro lugar.

Na categoria Revelação, a grande vencedora Isabela Araújo, interpretando o poema “Você é uma moça”, de autoria de Thayla Santos.

Entre os poemas premiados, destacando os vencedores de cada categoria. No Infantil, Meu Passarinho, de Heitor Sampaio de Freitas, ficou com primeiro lugar, levando o troféu Bertha Celeste Homem de Mello.

2º dia do Festipoema em Pindamonhangaba. (Foto: Luis Claudio Antunes/PortalR3)

No Juvenil, Luceryta Santos de Andrade levou o troféu Juó Bananeri, de campeã da categoria, com o poema Aedes Corruptus.

Já no Adulto, o grande vencedor foi o poema Fada Poeta, de Lúcio Rodrigues Júnior. Ele levou para casa o troféu Baltazar de Godoy Moreira.

2º dia do Festipoema em Pindamonhangaba. (Foto: Luis Claudio Antunes/PortalR3)

Nas duas novas categorias, Clara Achiles Ribas levou o primeiro lugar com a fotografia que deu vida ao poema “Desamor”, de Diógenes Silva e no vídeo, o vencedor foi Ighor Wallace Trotta que fez uma produção para o poema “Como Saber Amar”, de Nicole Silva.

O Festival de Poemas de Pindamonhangaba é realizado pela Academia Pindamonhangabense de Letras com apoio do Departamento de Cultura.