Ford estreia o Mustang GT4 no circuito francês de Paul Ricard

Por: Share:
O Mustang GT4 tem um motor V8 5.2 de competição naturalmente aspirado com sistema de cárter seco, desenvolvido pela Ford em parceria com a preparadora Roush Yates Engines. (Foto: Ford)

A Ford promove neste final de semana a estreia europeia do Mustang GT4, modelo global projetado especialmente para as pistas pela Ford Performance, divisão da marca dedicada a veículos de competição e alto desempenho. O modelo fará uma corrida de exibição no Circuito Paul Ricard, dentro da grande final do campeonato francês FFSA GT, válida pela copa sul-europeia GT4 2017.

O Mustang GT4 tem um motor V8 5.2 de competição naturalmente aspirado com sistema de cárter seco, desenvolvido pela Ford em parceria com a preparadora Roush Yates Engines. Sua transmissão de seis velocidades, leve e compacta, usa trocas paddle-shift com ativação direta pneumática e dupla embreagem.

É equipado também com suspensão dinâmica, rodas forjadas de alumínio de 18 polegadas e freios Brembo de seis pistões. Seu conjunto aerodinâmico inclui difusores dianteiro e traseiro, aberturas no capô e aerofólio traseiro desenvolvido com base na experiência do programa do Ford GT.

“A melhor maneira de mostrar o que um carro é capaz de fazer é colocá-lo na pista de corrida”, diz Dave Pericak, diretor global da Ford Performance. “Esse é o nosso objetivo em Paul Ricard. Já tivemos sucesso com o Ford Mustang GT4 nos EUA. Agora é hora de mostrar aos potenciais clientes o que ele pode fazer em uma pista europeia respeitada como Paul Ricard.”

O Ford Mustang GT4 traz várias conquistas da sua temporada de estreia no campeonato IMSA Continental Tire SportsCar, incluindo poles nas duas primeiras corridas (Daytona e Sebring) e vitórias em Sebring, Watkins Glen e Road America. Para pilotá-lo, a Ford Performance trouxe o veterano Scott Maxwell, que participou do desenvolvimento do carro e de vitórias nos EUA.

“Eu nunca corri em Paul Ricard, mas estou muito animado para ver o que este carro pode fazer lá contra bons competidores”, diz Maxwell. “É um ótimo lugar para mostrar o carro a potenciais clientes da Europa e, o mais importante, um grande momento para correr com esportivos na Ford. Primeiro, tivemos o BOSS 302R, depois o Shelby GT350R-C e, agora, o Mustang GT4. É ótimo ver a Ford aumentar a presença do Mustang em todo o mundo, não só no mercado mas também nas pistas.”

VEJA TAMBÉM