Caraguá debate trabalho escravo e ditadura no Brasil

Por: Share:
O objetivo é incentivar o diálogo sobre o acesso à informação e a pesquisa. (Foto: : Luís Gava/PMC)

A Secretaria de Administração, com apoio da Fundacc (Fundação Educacional e Cultural de Caraguatatuba), promove uma série de atividades alusivas à 1ª Semana Nacional de Arquivos, entre os dias 5 e 9 de junho, no Arquivo “Arino Sant’Ana de Barros”.

O objetivo é incentivar o diálogo sobre o acesso à informação e a pesquisa nos Arquivos “Arino Sant’Ana de Barros” e  “José Lúcio de Alcântara”, entre outros, além de discutir temas relacionados ao trabalho infantil, trabalho escravo, eugenia, ditadura e nazismo.

Professores, pesquisadores, estudantes das redes pública e particular de ensino, universitários e interessados podem participar do encontro “Arquivos – árvores que dão frutos: documentário ‘Menino 23’ & pesquisa”.

A programação diária começa às 9h, com a exibição do documentário “Menino 23”. Baseado na pesquisa do historiador Sydney Aguilar Filho, o filme mostra que empresários ligados ao pensamento eugenista (integralistas e nazistas) removeram 50 meninos órfãos do Rio de Janeiro para Campina do Monte Alegre/SP para dez anos de escravidão e isolamento na Fazenda Santa Albertina de Osvaldo Rocha Miranda. Aloísio Silva, um dos sobreviventes, lembra a terrível experiência que escravizou os meninos ao ponto de privá-los do uso de seus nomes, transformando-o no “23”.

Às 10h20, a historiadora Denise Lemes coordena uma rodada de debate sobre o filme Menino 23. Também haverá uma breve explanação da tese de pós-doutoramento do professor: “Gestão educacional em ambiente físico e social diverso”, referente às escolas em áreas de risco e catástrofes, com pesquisas executadas no Arquivo Municipal Arino Sant’Ana de Barros e parceria no Projeto “Recontando Caraguá”. Em seguida, às 11h, o público visita o setor de guarda permanente de documentos do arquivo.

No período da tarde, as atividades recomeçam às 14h, com a exibição do documentário Menino 23. Às 15h20, a historiadora Denise Lemes debate com os participantes os assuntos abordados no filme e a explanação sobre a tese de pós-doutoramento do professor Sydney Aguilar Filho: “Gestão educacional em ambiente físico e social diverso”.   Na sequência, às 16h, os participantes farão uma visita ao setor de guarda permanente de documentos do Arquivo Arino Sant’Ana de Barros.

A 1ª Semana Nacional de Arquivos é promovida pelo Arquivo Nacional e a Fundação Casa de Rui Barbosa do Governo Federal.  A iniciativa está prevista no Plano Setorial de Arquivos (2016-2026), aprovado em 2016 pelo Conselho Nacional de Política Cultural. O Dia Internacional dos Arquivos é comemorado em 9 de junho.

Mais informações e agendamentos pelo telefone (12) 3897-5662. O Arquivo Municipal Arino Sant’Ana de Barros (ao lado da Fundacc) fica na Rua Santa Cruz, 396, 1º andar – Centro.

Programação da 1ª Semana Nacional de Arquivos em Caraguatatuba/ “Arquivos – árvores que dão frutos: documentário ‘Menino 23’ & pesquisa”

De 5 a 9 de junho

Manhã

9h – Exibição do Documentário: Menino 23

10h20 – Diálogos sobre o documentário “Menino 23”, baseado na tese de doutorado do professor e historiador, Sidney Aguilar Filho/ Breve explanação sobre o novo trabalho pesquisador – “Gestão educacional em ambiente físico e social diverso”, referente às escolas em áreas de risco e catástrofes, com pesquisas executadas no Arquivo Municipal Arino Sant’Ana de Barros e parceria no Projeto “Recontando Caraguá”

11h – Visita ao setor de guarda permanente de documentos do Arquivo Arino Sant’Ana de Barros

Tarde

14h – Exibição do Documentário: Menino 23

15h20 – Diálogos sobre o documentário “Menino 23”, baseado na tese de doutorado do professor e historiador, Sidney Aguilar Filho/ Breve explanação sobre o novo trabalho pesquisador – “Gestão educacional em ambiente físico e social diverso”, referente às escolas em áreas de risco e catástrofes, com pesquisas executadas no Arquivo Municipal Arino Sant’Ana de Barros e parceria no Projeto “Recontando Caraguá”

16h – Visita ao setor de guarda permanente do Arquivo Municipal “Arino Sant’Ana de Barros”

Endereço: Arquivo Municipal “Arino Sant’Ana de Barros – Rua Santa Cruz, 396, 1º andar – Centro.