Morre ex-atacante do EC Taubaté campeão de 1954

Share:
Atacante Sylvio, no jogo EC Taubaté 9 X 2 Velo Clube, no Campo do Bosque em Taubaté. (Foto: Arquivo/Moacir dos Santos)

Faleceu nesta quinta-feira, dia 12, na cidade de São José dos Campos, Sylvio de Paula Ferreira, conhecido como Sylvio, ex-ponta direita do EC Taubaté, campeão da Primeira Divisão em 1954, autor do segundo gol da partida final contra o Botafogo de Ribeirão Preto.

Como atleta profissional, além do EC Taubaté, teve passagens pelo São Paulo FC e XV de Novembro de Piracicaba.

Apesar de ter nascido e vivido toda sua vida na cidade de São José dos Campos, Sylvio não participou de nenhum clássico do Vale, a não ser nas arquibancadas.

Afinal, encerrou sua carreira profissional em 1962, época em que a equipe do EC São José só disputava o futebol amador.

Nascido em São José dos Campos, em 22/02/1934, quando defendia a equipe de sua cidade natal como atleta amador em 1953, surgiu a oportunidade de se profissionalizar no E. C. Taubaté.

No ano seguinte foi campeão da Primeira Divisão de Profissionais e em 1956, foi convocado para fazer parte da Seleção Paulista que disputou o Campeonato Brasileiro de Futebol.

Joaquim de Morais Filho, então presidente, recebeu ofício do Presidente João Mendonça Falção, convocando o atleta taubateano.

No final do ano de 1956 foi contratado pelo São Paulo FC, onde teve passagem brilhante jogando ao lado de Poy, Canhoteiro, Gino, Maurinho. No Tricolor paulista, Sylvio jogou de 1957 a 1960, participando de 52 jogos (22V,17E e 13D), marcou três gols, contra o Nacional de Medellin/COL (4X0), Portuguesa Desportos (4X3) e Independente de Medellin/COL (5X1).

Sylvio encerrou sua carreira na cidade de Piracicaba em 1962, ano em que nasceu o seu primeiro filho. No tricolor do Morumbi trabalhou com os técnicos, Caxambu, Vicente Feola, Bela Guttmann e Armando Renganesch.

Em sua residência, o ex-ponta direita do Burro da Central guardava com carinho várias fotos e medalhas que gostava de exibí-las com orgulho, lembranças dos times que defendeu, uma delas em excursão com o Tricolor Paulista, Sylvio aparece ao lado do ex-presidente e ex-governador Laudo Natel, com quem tinha amizade próxima.

“Sou Joseense, mas sou muito grato ao EC Taubaté que me recebeu com carinho e me profissionalizou. Quanto aos clássicos, assisti muitos deles e dividido,  prefiro mesmo ficar só na torcida” Declarou na ultima visita que fiz em sua casa, juntamente com o saudoso professor Alberto Simões.

Sylvio de Paula Ferreira era casado com a Srª Marise, deixando também dois filhos, Sylvio e Cristiane.

  • Texto e foto de Moacir dos Santos