Redução de acidentes noturnos chega a 50% nos dias de blitz em São José

Por: Share:
Na média, nos primeiros seis meses da campanha, a diminuição nas ocorrências no período noturno foi de 9%, com 163 acidentes com vítimas registrados no primeiro semestre, contra 148 no segundo semestre. (Foto: Antônio Basílio/PMSJC)
Na média, nos primeiros seis meses da campanha, a diminuição nas ocorrências no período noturno foi de 9%, com 163 acidentes com vítimas registrados no primeiro semestre, contra 148 no segundo semestre. (Foto: Antônio Basílio/PMSJC)

Um levantamento realizado pela Prefeitura de São José dos Campos mostrou que o número de acidentes de trânsito caiu até 50% nos dias e horários em que as blitze do Programa Lei Seca são realizadas.

publicidade

O comparativo traz o balanço entre o primeiro semestre de 2014 (01 de janeiro a 30 de junho), quando não havia o programa na cidade, e o segundo semestre do mesmo ano (01 de julho a 31 de dezembro), já com a campanha em pleno funcionamento.

A maior redução foi registrada nas quintas-feiras, quando o número caiu 50% (de 32 para 16), seguido das sextas-feiras, com queda de 31% (de 26 para 18), e dos sábados, 3% (35 para 34). Estes são os dias em que as blitze do programa acontecem com mais frequência.

Na média, nos primeiros seis meses da campanha, a diminuição nas ocorrências no período noturno foi de 9%, com 163 acidentes com vítimas registrados no primeiro semestre, contra 148 no segundo semestre.

“Em um ano de Lei Seca, já conquistamos nosso principal objetivo que é a redução de acidentes e o envolvimento da sociedade nessa campanha. O programa está tendo um ótimo alcance na cidade e levando conscientização cada vez mais aos motoristas sobre os riscos em se misturar álcool e direção. A Lei Seca é um programa permanente e que vai continuar atuando de maneira intensiva na cidade.”, ressaltou o secretário de Transportes.

Pesquisa de comportamento
Para entender o comportamento da população em relação ao álcool e direção, a equipe de Educação para o Trânsito, o Educatrânsito, percorreu 21 bares e restaurantes da cidade, entre o dia 20 de junho e 02 de julho, entrevistando 358 pessoas. Destes, 92% informou já ter visto a divulgação da Lei Seca de São José e 61% já ter visto pelo menos uma blitz em operação na cidade.

Entre as pessoas que responderam ao questionário, 38% admitiu já ter dirigido após o consumo de álcool e 65% já pegou carona com um motorista que ingeriu bebida alcoólica.

Um ano de Lei Seca
Criado no dia 12 de junho de 2014, o Programa Municipal da Lei Seca já abordou mais de 4.200 motoristas durantes as fiscalizações realizadas semanalmente em parceria com a Polícia Militar.

Além das blitze, a equipe atuou fortemente nos trabalhos educativos, levando conscientização aos diferentes públicos da cidade. Um destaque da campanha é a ação nos bares, que realizou cerca de mil testes descartáveis de bafômetro, em uma abordagem descontraída sobre o tema.

Ao longo do ano, a Prefeitura contou com importantes parceiros na realização dos projetos da Lei Seca, como o Detran, Polícia Militar, Corpo de Bombeiros e empresas. A ideia do programa foi divulgada ainda em ônibus pela cidade, shoppings e por meio de palestras em empresas de vários setores.

O motorista flagrado dirigindo sob a influência de álcool, com resultado entre 0,05 a 0,33 miligramas de álcool por litro de ar expelido, recebe multa de R$ 1.915,40, tem a carteira de habilitação recolhida e suspensa por 12 meses e o veículo só pode ser retirado por outro motorista.