Virada Cultural de São Paulo acontece neste fim de semana

Por: Share:
Virada Cultural em São Paulo_movimenta o fim de semana. (Foto: Divulgação/ Prefeitura de SP)
Virada Cultural em São Paulo_movimenta o fim de semana. (Foto: Divulgação/ Prefeitura de SP)

A cidade de São Paulo sedia neste fim de semana a 11ª edição da Virada Cultural, que oferece 24 horas de atrações gratuitas. O objetivo é descentralizar a programação e oferecê-la a um número maior de pessoas. Por isso, a Virada deste ano ocorrerá em várias regiões de São Paulo, incluindo os bairros Campo Limpo, Penha, Ermelino Matarazzo, Itaim Paulista, Heliópolis, Cidade Tiradentes, Jaraguá, Santana, Belém, Pinheiros, Interlagos e Pompeia.

A abertura será na Praça da República com o Arraial da Inezita Barroso, que homenageia a cantora, compositora e pesquisadora cultural que morreu em março deste ano. Celebrando a música caipira e de raiz, o palco recebe a abertura oficial da virada, feita pela Orquestra Paulistana de Viola Caipira, regida pelo maestro Rui Torneze. A dupla mineira Zé Mulato e Cassiano, os paulistas Pedro Bento e Zé Estrada e os grupos Matuto Moderno – acompanhados do violeiro índio Cachoeira – e Os Favoritos da Catira se apresentam no local. No arraial, também serão oferecidas comidas típicas das festas juninas.

Em outro palco, na Avenida São João, as homenagens serão para os 50 anos da Jovem Guarda, símbolo do rock nacional que influenciou a música, a moda e o comportamento da juventude das décadas de 1960 e 1970. Nesse palco os shows ocorrerão durante 24 horas, com Jerry Adriani, Leno e Lilian, Golden Boys, Paulo Cesar Barros, Martinha, Vanusa, Wanderléa e Erasmo Carlos.

Para as crianças, haverá atividades em torno da Praça Rotary, onde está a Biblioteca Infantojuvenil Monteiro Lobato. Serão atividades para toda a família, como oficinas de produtos recicláveis, horta, grafite e músicas e sensações para bebês; shows de grupos como Palavra Cantada, Grupo Tri e Trupe Pé de História; espaço de dança e bate-papo para mães; feira gastronômica de alimentação saudável e diversas brincadeiras.

Nesta edição da Virada Cultural, será mantido o Galinhódromo, espaço onde restaurantes apresentam suas receitas de galinhada, que funcionará na Praça Roosevelt. Na região da Luz, os bike foods trarão comidas brasileiras, peruana, japonesa, vegetariana, cachorro-quente, paletas mexicanas, bolos e waffles, entre outras. No Largo São Francisco, estará a feira gastronômica Chefs na Rua.

Na Praça Dom José Gaspar haverá o projeto Piano na Praça, com Nelson Ayres, Clara Sverner e Adilson Godoy, que tocam desde músicas eruditas até populares. No palco da Praça Júlio Prestes, a cantora Margareth Menezes se apresentará às 21h, com uma homenagem aos 30 anos do axé. O cantor Fábio Jr. cantará às 3h. No domingo (21), às 15h, o rapper Emicida comanda uma apresentação com diversos convidados.

Nesta edição, pela primeira vez, a Virada Cultural contará com programação especial de corais. O Coral Paulistano Mário de Andrade, corpo artístico do Theatro Municipal de São Paulo, apresenta-se em diversos espaços, como o Cemitério da Consolação, o Palácio da Justiça e a Sala do Conservatório da Praça das Artes. O Coral A Tempo se apresenta no Mosteiro de São Bento e na Igreja do Pátio do Colégio. Ao todo, cerca de 2 mil vozes irão compor o programa dos corais.

O palco do Theatro Municipal terá a abertura feita pela Orquestra Sinfônica Municipal, sob a regência do maestro John Neschling. O trio Hermeto Pascoal, Arismar do Espírito Santo e Nenê também se apresenta no local. O tradicional projeto Discos do Municipal, que ocorre desde 2007, recebe artistas como Alaíde Costa, Laércio de Freitas e Diana Pequeno.

O encerramento será feito por Caetano Veloso, que se apresenta no palco Júlio Prestes no domingo, às 18h.