Estudantes fazem blitz educativa em São José

Por: Share:
A atividade foi acompanhada pela Prefeitura, com apoio dos agentes de trânsito e da equipe de educadores da Secretaria de Transportes. (Foto: Divulgação/PMSJC)
A atividade foi acompanhada pela Prefeitura, com apoio dos agentes de trânsito e da equipe de educadores da Secretaria de Transportes. (Foto: Divulgação/PMSJC)

Cerca de 30 alunos da Escola Municipal Professora Maria de Melo foram às ruas nesta sexta-feira (22) pedir aos motoristas um trânsito mais seguro e gentil. A blitz educativa ocorreu na Rua Goiânia, no Parque Industrial, onde os estudantes distribuíram panfletos, confeccionados em sala de aula com o tema Maio Amarelo, mês de combate as mortes no trânsito.

“Acho que eles dão mais atenção quando quem entrega tem a nossa idade. Fico feliz em ajudar, pois vejo que as pessoas estão morrendo por motivos bobos”, disse a estudante Alicia Oliveira, 13 anos.

A atividade foi acompanhada pela Prefeitura, com apoio dos agentes de trânsito e da equipe de educadores da Secretaria de Transportes.

“Quando se aprende ainda criança fica mais fácil ser um bom motorista. Além disso, é fundamental que eles fiquem atentos como pedestres e ajudem a multiplicar estes conhecimentos”, explicou Maria Martins, responsável pelas atividades escolares do Educatrânsito – Educação para o Trânsito, da Prefeitura de São José.

Além da atividade feita na rua, todos os 850 alunos da escola tiveram lições desde a semana passada, voltadas para as ações do movimento Maio Amarelo.

Desde o início da campanha, mais de 2 mil jovens receberam as orientações, que chegaram por meio de palestras e ações em escolas, além das sete unidades da Fundhas (Fundação Hélio Augusto de Souza).

 Maio Amarelo

O Movimento Maio amarelo continua levando conscientização para diversos públicos. A equipe está presente, diariamente, em empresas, igrejas, escolas, unidades de saúde, departamentos públicos e principalmente nas ruas da cidade.

O Movimento Maio Amarelo – Atenção pela Vida é nacional e foi criado para estimular uma interação entre o poder público e a sociedade civil, de modo que os acidentes de trânsito sejam tratados como uma epidemia e as pessoas adotem um comportamento mais seguro e responsável, preservando a própria vida e a dos demais cidadãos.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), o Brasil ocupa o quarto lugar no ranking de países com mais mortes em vias públicas. O Maio Amarelo reforça a necessidade de atingir a meta estipulada pela OMS com a “Década de Ação para a Segurança no Trânsito”, poupando por meio de planos nacionais, regionais e mundial, 5 milhões de vidas até 2020.