Tecnologia dos parquímetros de São José atrai técnicos da CET São Paulo

Por: Share:
São José dos Campos opera com aparelhos mais modernos desde o primeiro semestre de 2014. (Foto: Nilton Cardin/PMSJC)
São José dos Campos opera com aparelhos mais modernos desde o primeiro semestre de 2014. (Foto: Nilton Cardin/PMSJC)

Uma equipe com cerca de 30 técnicos da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), de São Paulo, visitou São José dos Campos na terça-feira (12) para conhecer as tecnologias do sistema de estacionamento rotativo da cidade.

Os profissionais, reconhecidos nacionalmente como referências na área, estudam a possibilidade de implantar o moderno sistema de São José na capital paulista, que ainda utiliza talões de papel para identificar o veículo estacionado nas vagas rotativas. Os técnicos se reuniram com representantes da Secretaria de Transportes e andaram pelas ruas para ver como os parquímetros funcionam.

São José dos Campos opera com aparelhos mais modernos desde o primeiro semestre de 2014. Os equipamentos dispõem de teclado que permitem receber, além de moedas, um cartão pré-pago, já carregado com créditos, como os que são utilizados nos telefones públicos.

Como todo o sistema é eletrônico, a fiscalização também é realizada de forma on-line, com o uso de smartphones pelos agentes de trânsito. Isso elimina a necessidade do motorista voltar até o veículo para colocar o tíquete no carro. Outra facilidade é recarga a distância, utilizando qualquer outro parquímetro e a ativação da vaga por meio de smartphones.

São José dos Campos tem 2.550 vagas de estacionamento rotativo, implantadas para facilitar o acesso onde o motorista enfrenta dificuldades para encontrar locais para estacionar.

No ano passado, o sistema foi expandido para os bairros São Dimas e Vila Adyanna, além do Parque Santos Dumont, como forma de garantir mais rotatividade e a democratização do espaço público, uma vez que um veículo pode ficar parado até no máximo duas horas na vaga.

VEJA TAMBÉM