Pinda realiza audiência pública do Plano Municipal de Educação

Por: Share:

A Prefeitura de Pindamonhangaba realiza, na quarta-feira (13), às 18 horas, audiência pública para a apresentação das metas do Plano Municipal de Educação. O evento será realizado na Câmara Municipal, aberto à população.

publicidade

As metas a serem apresentadas são resultado do Fórum do Plano Municipal de Educação, realizado em março deste ano, em nove locais ao mesmo tempo, ouvindo todos os setores da comunidade a respeito das 20 metas propostas pelo Ministério da Educação. Cerca de 500 pessoas participaram da confecção das metas que serão apresentadas na Câmara Municipal. O Plano Municipal de Educação vai reger a educação na cidade pelos próximos dez anos, na rede pública e privada, do ensino infantil até o universitário.

Na audiência pública, a secretária de Educação da Prefeitura realizará uma abertura oficial, agradecendo a comissão organizadora e à equipe técnica, além do apoio do MEC – Ministério da Educação e Unidime – União Nacional dos Dirigentes Municipais de Ensino. Em seguida será realizada uma breve explanação sobre a contextualização do processo, as nomeações dos representantes da equipe técnica, seguida pela apresentação das vinte metas com pequeno comentário e dados de diagnóstico. Durante o evento, haverá formulários disponíveis para a platéia participar, escrevendo seus questionamentos, que serão respondidos, na medida do possível, na parte final da audiência.

Importante destacar que os professores e gestores que comparecerem à audiência pública receberão certificados de participação. A participação de toda a sociedade é muito importante.

O Plano Municipal de Educação considera as necessidades educacionais dos munícipes e cumpre a função de articular os esforços das esferas governamentais em regime de colaboração, tendo como objetivos: universalizar a oferta da etapa obrigatória (de 4 a 17 anos), elevar o nível de escolaridade da população, elevar a taxa de alfabetização, melhorar a qualidade da educação básica e superior, ampliar o acesso ao ensino técnico e superior, valorizar os profissionais da educação, reduzir as desigualdades sociais, democratizar a gestão e ampliar os investimentos em educação.