Etíope Lemawork Ketema vence a Wings For Life World Run

Por: Share:
Em Brasília a corrida Wings for life World Run teve mais de 3 mil participantes. (Foto: Fabio Piva/Divulgação Wings for Life World Run)
Em Brasília a corrida Wings for life World Run teve mais de 3 mil participantes. (Foto: Fabio Piva/Divulgação Wings for Life World Run)

Durou quase quatro horas a edição de Brasília da corrida Wings For Life World Run. A largada aconteceu no Estádio Mané Garrincha, às 8h, com mais de 3 mil participantes. O formato da corrida chama a atenção, pois não há linha de chegada. O participante corre e um carro o segue. Quando o automóvel o ultrapassa, ele é eliminado.

publicidade

A corrida ocorreu simultaneamente em 35 cidades ao redor do mundo, levando mais de 68 mil pessoas às ruas. Em Brasília, o último corredor foi alcançado pelo carro depois de 52,6 quilômetros percorridos. Os competidores passaram pelo Parque da Cidade, pela avenida Eixão Sul, o Aeroporto Internacional de Brasília — Presidente Juscelino Kubitschek e Lago Sul.

O piloto Cacá Bueno, da Stock Car, foi o responsável por dirigir o carro que eliminava os competidores. Ele começou a dirigir 30 minutos após a largada, em uma velocidade de 15 quilômetros por hora (km/h). A cada hora que passava, a velocidade aumentava gradativamente, até alcançar o último participante. O grande vencedor, entre todos os 35 países, foi o etíope Lemawork Ketema. Ele correu 79,9 quilômetros em pouco mais de cinco horas nas ruas da Áustria.

A Wings For Life World Run contou com as categorias masculino, feminino e cadeirantes. Todo dinheiro arrecadado com a corrida será destinado às pesquisas sobre a cura da lesão na medula espinhal. A primeira edição do evento ocorreu no ano passado e arrecadou cerca de 3 milhões de euros.