EcoMuseu em Roseira registrou alto movimento em 2014

Por: Share:
Os que visitam esse ambiente educativo contemplam mais de 30 anos de trabalho de recuperação da Mata. (Foto: Divulgação)
Os que visitam esse ambiente educativo contemplam mais de 30 anos de trabalho de recuperação da Mata. (Foto: Divulgação)

O EcoMuseu Fazenda Boa Vista, situado em Roseira, recebeu, ao longo do último ano, mais de 650 visitantes. O público é composto, principalmente, por estudantes da rede pública e particular de ensino. No local, é possível mergulhar na história valeparibana, assim como desvendar a flora brasileira.

Esse museu abre as portas aos estudantes que se encantam com as árvores centenárias, o tanque das negras, as rochas graníticas, os chafarizes e ainda contam com a possibilidade de conhecer um laboratório vivo, a Reserva da Biosfera da Mata Atlântica – RBMA .

Situado na antiga fazenda de café Boa Vista, o local possui grande importância histórica para a região e foi palco de diversas atividades produtivas relevantes do país, desde engenho de açúcar e aguardente no século XVIII até a produção de café, leite e arroz no século XX.

Os que visitam esse ambiente educativo contemplam mais de 30 anos de trabalho de recuperação da Mata, em um cenário que integra avanços tecnológicos, pesquisas e sustentabilidade, apresentados ao longo de trilhas realizadas nesse Posto Avançado de Preservação, reconhecido pela UNESCO.

O local também funciona como sede para inúmeras manifestações culturais desde 1973, ano em que surgiu o Pátio das Artes, entidade cultural que participa de movimentos relacionados à educação e consciência ecológica da região.

Para a realização de uma visita, é necessário um agendamento prévio. Os interessados deverão com entrar em contato pelo telefone (12) 3646-2071.

VEJA TAMBÉM