Agricultores familiares são orgulho de Ubatuba

Por: Share:
O segundo produtor a receber a visita da equipe da pasta foi Pedro Ramos, famoso Pedrinho, agricultor na fazenda Pedreira de granito Azeredo, localizada na BR 101, há cerca de 18 anos. (Foto: Divulgação/PMU)
O segundo produtor a receber a visita da equipe da pasta foi Pedro Ramos, famoso Pedrinho, agricultor na fazenda Pedreira de granito Azeredo, localizada na BR 101, há cerca de 18 anos. (Foto: Divulgação/PMU)

Confira a segunda reportagem de uma série produzida pela Secretaria de Comunicação Social de Ubatuba com os agricultores familiares ubatubenses, que desde 2013 enviam seus produtos para as merendas das escolas da rede municipal

A Secretaria Municipal de Comunicação Social produziu uma série de reportagens sobre os agricultores familiares ubatubenses, que desde 2013 enviam seus produtos para as merendas das escolas da rede municipal de ensino da cidade.

O segundo produtor a receber a visita da equipe da pasta foi Pedro Ramos, famoso Pedrinho, agricultor na fazenda Pedreira de granito Azeredo, localizada na BR 101, há cerca de 18 anos.

Pedrinho conta que sempre trabalhou no roçado e também já passou pela cozinha de restaurantes, onde foi cozinheiro. “Mas minha paixão é plantar, mexer com a terra”, afirma.

“O que eu produzo? De tudo um pouco”, brinca Ramos. “E desde 2013, quando meu trabalho passou a ser reconhecido aqui na cidade, cresci profissionalmente”, conta. “Antes, o pequeno agricultor ubatubense não recebia essa atenção toda”, avalia Pedrinho.

Quando questionado sobre como se sente ao fornecer seus produtos para as crianças das escolas ubatubenses, ele é só sorrisos.

“Fico muito feliz em saber que as crianças estão se alimentando com algo que eu planto e colho com tanto carinho e atenção”, finaliza o agricultor familiar.

Agricultura Familiar em Ubatuba

Nos dois primeiros anos da gestão do prefeito Mauricio, o valor investido pela prefeitura de Ubatuba na agricultura familiar local saltou de R$ 30 mil para cerca de R$ 1 milhão.

O esforço da articulação entre as Secretarias Municipais de Educação e Agricultura e Pesca, do Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais, da Casa da Agricultura e do IPEMA (Instituto de Permacultura e Ecovilas da Mata Atlântica) tem o objetivo de fazer cumprir a Lei Federal 11.947, bem como oferecer uma alimentação de qualidade para os estudantes ubatubenses.

Pela lei, pelo menos 30% dos produtos adquiridos para alimentar os alunos com os recursos do FNDE (Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação) devem vir da agricultura familiar.

De acordo com Maurici Romeu, a iniciativa segue de vento em popa em 2015, mas os números exatos ainda não saíram.

“Não só vamos manter o projeto em andamento como nossa meta é buscar a ampliação desses números. Informaremos a população assim que fecharmos os valores exatos. Estamos muito orgulhosos de nossos produtores e agradecemos cada um dos profissionais envolvidos na iniciativa, que já é referência para as cidades da região”, comemora Romeu.

VEJA TAMBÉM