Petrobras suspende operações da plataforma P-58

Por: Share:
A companhia informou que a plataforma está em preparo final para a retomada das operações, mas ainda não há data marcada para voltar a funcionar. (Foto: Divulgação/Petrobras)
A companhia informou que a plataforma está em preparo final para a retomada das operações, mas ainda não há data marcada para voltar a funcionar. (Foto: Divulgação/Petrobras)

As operações da plataforma P-58 da Petrobras, no Parque das Baleias, Bacia de Campos, foram suspensas na quarta-feira (18). A companhia informou que a plataforma está em preparo final para a retomada das operações, mas ainda não há data marcada para voltar a funcionar.

Em nota, a empresa acrescentou que a paralisação foi necessária para a manutenção preventiva e melhoria da eficiência operacional de alguns sistemas, atendendo às normas e orientações de segurança.

A empresa destacou que desde a entrada em operação, em 17 de março do ano passado, não houve registros de acidentes de processo que levassem à interrupção das operações. A Petrobras indicou também que nesse período não existiu qualquer ocorrência com impacto ambiental.

Na divulgação dos resultados de fevereiro, na camada do pré-sal, divulgada ontem (19), a empresa informou que tanto a produção exclusiva de petróleo da Petrobras no Brasil quanto a produção de petróleo operada no país ficaram 2,1% abaixo do registrado no mês anterior.

De acordo com a empresa, a redução nos volumes produzidos em fevereiro deveu-se, principalmente, às paradas programadas para manutenção das plataformas P-19, no Campo de Marlim, e P-58, no Parque das Baleias – as duas na Bacia de Campos –; e da FPSO (sigla em inglê para unidade flutuante de produção, armazenamento e transferência) Cidade de Angra dos Reis, no Campo de Lula, na Bacia de Santos“.

A queda de produção, associada a essas paradas, foi parcialmente compensada pelo início de operação de sete novos poços marítimos no mês de fevereiro, nas bacias de Campos e Santos”, explicou a empresa.