Ilhabela recebe o segundo Aquabus para transporte marítimo

Por: Share:
O homenageado também esteve presente na chegada da embarcação que leva o seu nome. (Foto: Divulgação/PMSS)
O homenageado também esteve presente na chegada da embarcação que leva o seu nome. (Foto: Gustave Gama/PMI)

A prefeitura de Ilhabela recebeu na tarde de quarta-feira, dia 18, a segunda das três embarcações adquiridas que farão o transporte marítimo municipal. Trata-se do Aquabus “Elpídio Sampaio”, que atracou no píer da Vila, no centro histórico da cidade, por volta das 14h.

No dia 25 de fevereiro, a Prefeitura já havia recebido o primeiro Aquabus, denominado “Zé de Alício”. Os nomes homenageiam caiçaras da cidade que já trabalharam com transporte marítimo em Ilhabela.

O prefeito Toninho Colucci acompanhou a chegada da segunda embarcação na Vila. “Em breve iniciaremos um novo serviço de transporte coletivo, agora pelo mar, um marco na história de Ilhabela, e que vai beneficiar moradores e turistas que visitam a nossa cidade”.

O homenageado também esteve presente na chegada da embarcação que leva o seu nome. “Fico feliz por receber esta homenagem. Trabalhei cinco anos na travessia de lancha São Sebastião-Ilhabela pela Companhia Santense e por muitos anos na pesca. Fico muito agradecido”, disse Elpídio Sampaio, 84 anos, que estava acompanhado por seus filhos, netos e bisnetos. Seu Elpídio teve nove filhos, Rosedir, Sidney, Ney, Ruth, Leni, Sione, Bolivar, Talita, Lincon e Fábio. “Achei maravilhosa esta homenagem ao meu pai, um caiçara nato, que tantos anos dedico seu trabalho a nossa cidade”, disse Rosedir Sampaio de Jesus, uma das filhas do homenageado.

Também estiveram na chegada da nova embarcação o presidente da Câmara, Adilton Ribeiro, e o vereador Nagib Pereira, bem como os secretários Valdir Veríssimo (Serviços Municipais), Nuno Gallo (Cultura) e Antonio Cornélio (Esportes).

A previsão é que a operação do novo sistema de transporte seja iniciada em junho, já com os três “Aquabus”. A Prefeitura de Ilhabela pretende oferecer um serviço integrado com o transporte coletivo terrestre (ônibus), por meio do chamado “Bilhete Único”. A operação do sistema será terceirizada.

O investimento total na aquisição das embarcações foi de R$ 4,4 milhões. Cada “Aquabus” tem capacidade para 60 pessoas sentadas, possui sistema de ar-condicionado e TVs de tela plana. Para a navegação, as embarcações contam com motores modernos e sistema de GPS.

Novos píeres

Desde 2009, a Prefeitura iniciou um projeto de construção de vários píeres na cidade, estimulando a vocação náutica e também a pesca esportiva. Até então, o município só contava com dois píeres para atracação de embarcações, um no Perequê e outro na Vila, onde ocorre o desembarque dos passageiros que chegam dos navios de cruzeiro.

Assim foram construídos novos píeres na Praia Grande, Portinho, Engenho D’Água (em frente ao futuro Centro de Convenções e Teatro). No norte da Ilha, a Prefeitura entregará em breve o píer da Ponta Azeda.

Este ano, a Prefeitura já prevê a construção de mais dois píeres, no Veloso e Cabarau. Além destes, a proposta é construir outros três na Garapocaia (Pedra do Sino), Viana e Borrifos.

Com o projeto da Dersa, que prevê a mudança do sistema de embarque das balsas, com a utilização das chamadas “gavetas” para a atracação, a Barra Velha também terá um ponto de parada para lanchas.

VEJA TAMBÉM