Igor Marcondes é 2º no Banana Bowl e está entre os melhores do ITF

Por: Share:
Igor Marcondes ficou em segundo lugar no Banana Bowl, mas agora está entre os 100 melhores no ranking da ITF . (Foto: Tião Martins/PMSJC)
Igor Marcondes ficou em segundo lugar no Banana Bowl, mas agora está entre os 100 melhores no ranking da ITF . (Foto: Tião Martins/PMSJC)

O paulista Igor Marcondes, a grande surpresa do 45º Banana Bowl, ficou em segundo lugar na competição. O tenista, que é natural de Caraguatatuba e treina em São José dos Campos há três anos, foi derrotado pelo gaúcho Orlando Luz por 2 sets a 0 (6/4 6/3). O torneio, disputado na Associação Esportiva São José – Clube de Campo Santa Rita, terminou neste domingo (15), em São José dos Campos.

publicidade

Para conquistar a vaga na final, Igor Marcondes precisou derrubar três cabeças de chave. Com a excelente campanha, Marcondes entrará pela primeira vez no grupo dos cem melhores jogadores do ranking ITF (Federação Internacional de Tênis).

“Foi uma semana incrível. Desde o primeiro jogo, a torcida veio, a família compareceu e hoje não foi diferente. Tinha dois brasileiros, mas a torcida soube respeitar o Orlando também, não ficava falando na orelha, nada. E parabenizo a ele também pelo grande jogo que fez”, afirmou Marcondes.

O bicampeonato conquistado pelo gaúcho Orlando Luz é inédito na categoria 18 anos do Banana Bowl, a Copa Mundial de Tênis. “Estou muito feliz com a vitória. Ser bicampeão, o único. Com certeza, estou entrando para a história de novo. Ano passado quebrei o tabu e agora fui bicampeão”, comemorou Luz, que teve um início de torneio complicado e venceu de virada os dois primeiros jogos.

Pela categoria 18 anos feminino, no duelo de americanas, Usue Arconada confirmou seu favoritismo e venceu Francesca Di Lorenzo por 6/1 6/7(6) 6/4. Foi o quarto jogo da principal favorita definido em três sets ao longo da semana.

Masculino 14 anos
O paulista Mateus Alves teve uma vitória dramática para conquistar o título de campeão da categoria 14 anos masculino. Contra o argentino Alejo Lingua, Alves salvou match point quando o adversário sacou para o jogo em 5/4, conseguiu a quebra e liquidou a partida em 6/1 2/6 7/5. O atleta de São José do Rio Preto está na briga por uma das vagas para a disputa da Gira Europeia, com a equipe da Cosat (Confederação Sul-Americana de Tênis).

Na chave 14 feminino, a russa Anfisa Danilchenko teve boa atuação para vencer a venezuelana Luniuska Delgado, por 6/1 7/5, e levantar o troféu da modalidade.

Na decisão 16 anos masculino, disputada entre argentinos, Juan Martin Jalif derrotou Felipe Acosta, de virada, com 3/6 6/2 6/2, e se tornou o campeão da categoria do Banana Bowl.

A chave 16 feminino foi disputada pelas chilenas Fernanda Labraña e Alejandra Morales. Labraña venceu por 2 sets a 0 (6/4 6/3), ficando com o títuo da categoria da Copa Mundial de Tênis.

O 45o. Banana Bowl teve o patrocínio de Correios e Prefeitura de São José dos Campos, com supervisão da ITF (Federação Internacional de Tênis), Cosat (Confederação Sul-Americana de Tênis) e CBT (Confederação Brasileira de Tênis) e apoio da Associação Esportiva São José. A realização é da Federação Paulista de Tênis.

Para mais informações, acesse www.bananabowl.org.

VEJA TAMBÉM