Garis do Rio decidem voltar ao trabalho depois de oito dias de greve

Por: Share:

PortalR3Depois de oito dias de greve, os garis da Companhia Municipal de Limpeza Urbana (Comlurb), do Rio de Janeiro, decidiram voltar ao trabalho. O fim da greve foi decidido após quatro horas de reunião no Ministério Público do Trabalho  (MPT).

Os trabalhadores aceitaram receber 8% de aumento salarial, auxílio-funeral de R$ 800 e vale-alimentação de R$ 20. A reunião foi mediada pela procuradora regional do Trabalho Deborah Felix, que recebeu as lideranças dos grevistas e fez contatos telefônicos com a Procuradoria do Município.

Caso os grevistas não aceitassem as condições, a greve iria a julgamento no Tribunal Regional do Trabalho  (TRT) na próxima segunda-feira (23), podendo ser considerada abusiva, pois os trabalhadores não respeitaram o prazo de 72 horas para iniciar a paralisação após comunicar a empresa.

A decisão de voltar ao trabalho foi tomada em votação durante assembleia da categoria, em frente ao prédio do MPT, às 21h30. Com o fim da paralisação, será realizada uma audiência de conciliação no TRT, quando serão tratado os detalhes jurídicos, incluindo a forma de reposição dos dias parados.

Por conta da greve, há grande quantidade de lixo acumulada em toda a cidade.

VEJA TAMBÉM