Enchente no Acre mata duas pessoas

Author: Share:

PortalR3A Defesa Civil do Acre confirmou a morte de dois moradores de Rio Branco, em decorrência da enchentedo Rio Acre que atinge a capital acriana. Segundo o capitão Cláudio Falcão, da Defesa Civil, uma mulher de 64 anos e um homem de 48 anos foram eletrocutados quando tentavam recuperar objetos de suas casas. Os nomes deles não foram informados.

“[Eles] estavam fazendo mudança dos móveis, dentro das residências, quando sofreram essa descarga elétrica. Então uma foi uma senhora de 64 anos que estava mudando seus móveis, elevando seus móveis, para tentar salvá-los e aconteceu esse acidente. O outro foi um senhor que estava ajudando a família na mudança e acabou acontecendo também a descarga elétrica e ele veio a óbito”, explicou o capitão.

Por questão de segurança, diversos bairros e parte do centro de Rio Branco estão sem fornecimento de energia elétrica. O capitão Cláudio Falcão faz um alerta aos moradores para que não tentem fazer ligações clandestinas. “Infelizmente há moradores que fazem o religamento por conta própria, procura uma forma de buscar energia para sua residência. Essas pessoas que estão em locais ainda alagados não devem fazer isso e devem sair de casa.”

Em nota, a Eletrobras Acre pede que a população não se aproxime de regiões onde forem encontrados cabos rompidos no solo ou ainda postes derrubados ou com risco de queda. Nesses casos, a concessionária deve ser informada com urgência pelo telefone 0800 647 7196.

Com mais de 87 mil pessoas atingidas na maior cheia registrada no Acre, o Ministério da Integração Nacional anunciou que tornará mais rápida a entrega de 966 casas do programa Minha Casa Minha Vida, para abrigar famílias que perderam suas casas na enchente. Segundo o ministério, a Caixa Econômica Federal e o Banco do Brasil vão acelerar o processo de assinatura dos contratos ou dos termos de recebimento, para que as famílias se mudem o mais rápido possível.

A Defesa Civil Nacional autorizou o envio de 17 mil kits emergenciais para ajudar o estado. São 3 mil kits infantis e 3 mil colchões, além de mil fraldas geriátricas; 3 mil cestas de alimentos, 3 mil kits de higiene pessoal, 3 mil kits de limpeza e mil galões de água. Serão liberados também 3 mil kits de dormitório (jogos de cama e travesseiros), além de 1,9 mil cestas de alimentos enviadas pelo Ministério de Desenvolvimento Social.

Veja também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *