Comissão aprova instalações para curso federal de medicina em São Jos

Por: Share:

Dez professores da Escola Paulista de Medicina participaram da vistoria. Eles também visitaram as instalações do Hospital Municipal, o Centro de Reabilitação Lucy Montoro, o ITA (Instituto Tecnológico Aeronáutico) e o Parque Tecnológico. (Foto: Antônio Basílio/PMSJC)
Dez professores da Escola Paulista de Medicina participaram da vistoria. Eles também visitaram as instalações do Hospital Municipal, o Centro de Reabilitação Lucy Montoro, o ITA (Instituto Tecnológico Aeronáutico) e o Parque Tecnológico. (Foto: Antônio Basílio/PMSJC)
Comissão aprova instalações para curso federal de medicina
A comissão da Escola Paulista de Medicina aprovou a estrutura e instalações do prédio da Urbam após vistoria realizada nesta terça-feira (10), em São José dos Campos. A Prefeitura ofereceu o prédio para instalação de um curso federal de medicina na cidade.

O grupo está preparando o projeto de expansão e implantação do curso. Dez professores da Escola Paulista de Medicina participaram da vistoria. Eles também visitaram as instalações do Hospital Municipal, o Centro de Reabilitação Lucy Montoro, o ITA (Instituto Tecnológico Aeronáutico) e o Parque Tecnológico.

“As condições são muito boas. Não será necessário um grande investimento, uma grande reforma para iniciar esse projeto da Escola Paulista de Medicina. A área aqui é muito interessante, porque envolve o hospital”, explicou o presidente da comissão, professor doutor Flávio Faloppa.

O prédio da Urbam tem uma área 20 mil metros quadrados e fica na zona leste da cidade, ao lado do Hospital Municipal. Segundo Faloppa, os próximos passos do projeto serão dados junto à Unifesp, instituição à qual é ligada a Escola Paulista de Medicina.

“Possivelmente no próximo mês a gente já tenha mais um avanço, porque vai ter uma discussão no Conselho Universitário da Unifesp sobre isso”, disse o professor. A comissão da Escola Paulista de Medicina também iniciou um contato para que o ITA possa se integrar ao projeto.

As duas instituições já trabalharam juntas no desenvolvimento de pesquisas e patentes, e acreditam que a vinda da EPM para São José vai potencializar a parceria. Para o prefeito, esse ambiente de inovação tecnológica será o diferencial do novo curso.

“Essa ideia nós compartilhamos com a Escola Paulista. Formar bons médicos e desenvolver pesquisa e tecnologia na área de saúde. São José dos Campos é a cidade ideal para isso”, afirmou o prefeito.

Além da aprovação no Conselho Universitário da Unifesp, o projeto para o novo curso também precisa do aval dos ministérios da Saúde e Educação. “O projeto está avançando muito bem e vamos buscar apoio para vencermos essas próximas etapas”, explicou o prefeito.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *