Centro de Doenças Renais realiza estudo sobre a doença na região

Por: Share:
Serviço ligado ao Hospital Regional promove evento com exames e orientações no Dia Mundial do Rim. Unidade conta com 1.900 pacientes em acompanhamento, dos quais 97% tiveram devolvida a qualidade de vida. (Foto: divulgação)
Serviço ligado ao Hospital Regional promove evento com exames e orientações no Dia Mundial do Rim. Unidade conta com 1.900 pacientes em acompanhamento, dos quais 97% tiveram devolvida a qualidade de vida. (Foto: divulgação)

Para marcar o Dia Mundial do Rim (12), o Centro Estadual de Tratamento de Doenças Renais do Vale do Paraíba, em Taubaté, mostra resultados positivos no tratamento conservador da Doença Renal Crônica (DRC) na região. Desde o início de seu funcionamento, em outubro de 2008, mais de 5 mil pacientes já foram atendidos, sendo 1.900 em acompanhamento atualmente.

publicidade

A Unidade é um projeto-piloto do Governo do Estado de São Paulo, implantado no Vale do Paraíba. Sob administração da São Camilo, seu objetivo é dar suporte multidisciplinar aos pacientes portadores da doença renal, em sua grande maioria, com Diabetes e Hipertensão Arterial, garantindo assim a reversão de um quadro agudo ou, se crônico, um retardo na progressão da doença para a Diálise.

O levantamento mostra que os pacientes em acompanhamento obtiveram uma expectativa de 4 anos acrescida à sua qualidade de vida normal, retardando ainda mais a progressão da doença para Hemodiálise ou Diálise Peritoneal.

Considerando a hipertensão e o Diabetes como as principais causas da perda da função renal, pode-se comprovar uma melhora do índice glicêmico nos diabéticos em 80% e a redução da pressão arterial em 70% dos pacientes atendidos. O balanço mostra que menos de 3% deles precisaram ser internados.

“A nossa taxa de hospitalização é bem menor do que a esperada para esse perfil de população e isto se deve, principalmente, aos protocolos implantados para redução do risco cardiovascular, risco infeccioso, controle da pressão arterial, vacinação e constante discussão clínica dos casos”, comenta o Coordenador do Serviço, Dr. Eduardo de Paiva Luciano.

O perfil dos pacientes mantém-se em paridade, com as mulheres respondendo por 53% dos casos, já que elas ainda têm maior procura por atendimento de saúde em relação aos homens. Já idade média de 63 anos reflete que a população idosa está sob maior risco de DRC.

No Dia Mundial do Rim, o Centro Estadual irá oferecer exames preventivos e orientações sobre a prevenção e os grupos de risco para Doença Renal Crônica. O evento acontece no Taubaté Shopping na próxima quinta-feira, 12/03, das 12h às 18h. A equipe de especialistas fará medição da pressão arterial e teste de glicemia, além de orientações com equipe multiprofissional. Toda a ação é gratuita.

Veja também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *