Romaria reunirá devotos do Padre Vítor Coelho de Almeida no Santuário Nacional

Por: Share:

O Santuário Nacional acolherá no próximo domingo (15), devotos de Nossa Senhora Aparecida e do Padre Vítor Coelho de Almeida na romaria que homenageia o Servo de Deus. Em sua quarta edição, e com o tema: “Pe. Vítor, homem de Deus e Apóstolo de Nossa Senhora”, o evento visa celebrar a vida e a vocação do “Apóstolo d’Aparecida”.

publicidade

Em sua quarta edição, e com o tema: "Pe. Vítor, homem de Deus e Apóstolo de Nossa Senhora", o evento visa celebrar a vida e a vocação do "Apóstolo d'Aparecida". (Foto: Centro de Documentação e Memória do Santuário Nacional de Aparecida)
Em sua quarta edição, e com o tema: “Pe. Vítor, homem de Deus e Apóstolo de Nossa Senhora”, o evento visa celebrar a vida e a vocação do “Apóstolo d’Aparecida”. (Foto: Centro de Documentação e Memória do Santuário Nacional de Aparecida)
A cada ano mais popular, a edição do ano passado contabilizou 60.596 participantes, e para este ano, o número esperado é de 61.300 devotos. Ganha destaque um grupo de Sacramento (MG), cidade natal do Missionário Redentorista, que virá com 15 ônibus repletos de fiéis.

A missa solene acontecerá às 8h e será presidida pelo bispo auxiliar de Aparecida e vice postulador da Causa de Beatificação, Dom Darci José Nicioli e concelebrada por diversos padres. Para Dom Darci, “Padre Vitor é um modelo de gente, um homem bom, um homem fiel a Deus e aos seus compromissos”, e por este motivo continua vivo na fé e na lembrança do povo, que já o considerava santo em vida.

Breve biografia – Vítor Coelho de Almeida nasceu no dia 22 de setembro de 1899, na cidade de Sacramento-MG. Ordenou-se sacerdote da Congregação do Santíssimo Redentor no dia 5 de agosto de 1923 em Gars, na Alemanha. Entre seus diversos trabalhos destacam-se os 36 anos de evangelização através das ondas da Rádio Aparecida.

É de sua autoria a primeira fórmula de consagração à Nossa Senhora Aparecida e o hino Salve Santa Imagem. Faleceu na manhã do dia 21 de julho de 1987, aos 87 anos em plena atividade apostólica. Em 1997 obteve do Vaticano o título de Servo de Deus e a permissão para a abertura de seu processo de Canonização, que atualmente se encontra em Roma para a análise da Congregação para a Causa dos Santos.