Jacareí realiza campanha de educação no trânsito com estudantes




Na campanha são abordados temas referentes aos pedestres, motoristas, transporte escolar, ciclistas e motociclistas. (Foto: Cristina Reis/PMJ)

Na campanha são abordados temas referentes aos pedestres, motoristas, transporte escolar, ciclistas e motociclistas. (Foto: Cristina Reis/PMJ)

Fabrício Rafael Leite Ribeiro tem apenas 9 anos, mas já sabe muito bem que no trânsito é preciso estar sempre atento, respeitar as regras e tomar cuidados como usar o cinto de segurança, sempre, e não usar aparelhos como o celular enquanto estiver ao volante. Aluno do 4º ano na EMEF (Escola Municipal de Educação Infantil) Joaquim Passos, que fica no bairro Cidade Salvador, Fabrício faz o trajeto de casa até a escola em uma van contratada por seus pais. No ano passado, depois de flagrar a “tia da van” falando ao celular enquanto dirigia o veículo que transportava as crianças, ele chegou em casa e contou tudo ao pai.

publicidade

“Eu fiquei preocupado porque aprendi na escola que falar ao celular e dirigir ao mesmo tempo é proibido. O motorista fica desatento e aumenta o risco de acidentes. Depois que eu falei pro meu pai, ele trocou de van e agora eu venho e volto da escola com mais segurança”, afirma. Fabrício agora está contente com o motorista do transporte escolar contratado por seus pais. “O ‘tio da van’ faz questão de colocar, ele mesmo, o cinto de segurança em todo mundo e não atende o celular enquanto está dirigindo.”

O estudante Fabrício e seus colegas de sala de aula participaram ontem da campanha de segurança no trânsito “Volta às Aulas”, desenvolvida pela Gerência de Educação Para o Trânsito, iniciada na quinta-feira (19) na EMEF Conceição Magalhães, no Jardim Paraíso, e que será feita em todas as salas de aula das unidades de ensino fundamental da rede municipal. A campanha segue até o dia 20 de março e faz parte do calendário permanente da Diretoria de Trânsito.

Além da infração de falar ao celular enquanto dirige, considerada de gravidade média e que pode ser punida com multa de R$ 85,13 e quatro pontos na carteira, os alunos aprendem também sobre a importância de respeitar a sinalização de semáforo, atravessar sempre nas faixas de pedestres, respeitar os limites de idade para viajar nos bancos dianteiros (10 anos) e em garupas de motos (7 anos).

A estudante Bruna Faria Lima, de 9 anos, que também é aluna do 4º ano da EMEF Joaquim Passos, mora no Cidade Salvador e às vezes vai para a escola de carro, às vezes a pé, afirma que as “aulas” sobre trânsito são legais e importantes. “A gente aprende que tem que ter atenção ao andar na calçada e quando vai atravessar a rua. Hoje eu aprendi que a gente não deve andar nem muito próximo do meio-fio, para não cair, nem dos muros e portões, por causa dos cachorros”, disse.

Para a Supervisora de Educação para o Trânsito, Sabrina Rosa Lopes da Silva, a participação das crianças e adolescentes na campanha é “empolgante” e tem aumentado ano a ano. “As crianças são bem atentas sobre os cuidados e também sobre as leis de trânsito e, muitas vezes, são elas que alertam os adultos sobre os riscos e sobre as infrações”, afirma Sabrina. Segundo ela, a campanha é feita em todas as salas de aulas por duas equipes da Gerência de Educação Para o Trânsito, no períodos da manhã e da tarde. “Nós procuramos fazer uma abordagem de acordo com a faixa etária dos estudantes para poder despertar mais atenção e interesse dos alunos”.

Na campanha são abordados temas referentes aos pedestres, motoristas, transporte escolar, ciclistas e motociclistas. Na próxima semana, a campanha será feita nas seguintes escolas:
23/2 (segunda-feira): EMEF Ricardina S. de Moraes e EMEF Maria Teresa Ganassali
24/2 (terça-feira): EMEF Adelia Monteiro e EMEF Barão de Jacareí;
25/2 (quarta-feira): EMEF Maria Luíza Vasques e EMEF Tarcisio F. Barbosa;
26/2 (quinta-feira): EMEF Beatriz Junqueira e EMEF Tito Máximo;
27/2 (sexta-feira): EMEF Sílvio Silveira M. Filho e EMEF Lamartine Delamare