Dilma diz ao setor industrial que tomará medidas para resultados a curto prazo

Por: Share:
Reunião do Conselho Nacional de Desenvolvimento Industrial teve a participação da presidenta Dilma e representantes do governo e da indústra (Foto: José Cruz/Agência Brasil)
Reunião do Conselho Nacional de Desenvolvimento Industrial teve a participação da presidenta Dilma e representantes do governo e da indústra (Foto: José Cruz/Agência Brasil)

A presidenta da República, Dilma Rousseff, procurou passar confiança ao setor da indústria ontem (9), durante a reunião do Conselho Nacional de Desenvolvimento Industrial (CNDI), no Palácio do Planalto. De acordo com o ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Armando Monteiro, Dilma disse que tomará medidas para conseguir resultados a curto prazo.

A presidente fez um discurso em relação a esse momento, expressando a confiança de que o Brasil vai fazer as medidas de ajuste que vão proporcionar resultados em um prazo razoavelmente curto. Ela expressou uma posição de confiança de que o setor privado e o governo, na medida em que estreitem essa articulação e esse diálogo, podem buscar ações com resultado a curto prazo”, disse Monteiro em coletiva à imprensa após o encontro.

Na opinião do ministro, as medidas adotadas pelo governo para reequilibrar a economia, como aumento de impostos e corte de gastos públicos, podem surtir efeito ainda em 2015. “O ano está começando e tenho certeza de que teremos já no segundo semestre, a meu ver, uma recuperação da economia.”

Para Monteiro, a confiança do mercado será fundamental para que o país reaja. “A economia vive mais de expectativas do que propriamente do fato físico presente. O elemento confiança, expectativa, será decisivo. Essas medidas de ajuste já produziram resultados. Vamos recuperar o nível de confiança e vamos ter melhores expectativas.”

A reunião do CNDI ocorre após um ano de baixa para a indústria. De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o setor terminou 2014 com queda de 3,2% na produção industrial. O Conselho Nacional de Desenvolvimento Industrial foi criado em 2005 com representantes do governo e da indústria para melhorar a interação entre o governo e o setor privado.

Monteiro foi um dos defensores da revitalização do conselho, que não se reunia desde abril de 2013. “O conselho foi um espaço importante nos quatro primeiros anos do governo Lula para formatar uma interface com o setor produtivo. É um conselho pequeno, com foco. Um local importante para fazer a agenda da competitividade avançar dentro do governo”, disse o ministro no início de janeiro.