Carnaval

“A Confete e Serpentina” vence o Festival de Marchinhas de Quiririm

Por: Share:
Guilherme e Fernanda recebem o troféu de 1º lugar das mãos da secretária de Turismo e Cultura de Taubaté, Martha Serra. (Foto: Luis Claudio Antunes/PortalR3)
Guilherme e Fernanda recebem o troféu de 1º lugar das mãos da secretária de Turismo e Cultura de Taubaté, Martha Serra. (Foto: Luis Claudio Antunes/PortalR3)

Depois de apenas quatro dias de ser campeã do 8º Festival de Marchinhas em Pindamonhangaba, a composição de Guilherme Ribeiro “A confete e serpentina”, faturou mais um prêmio de primeiro lugar. Desta vez, o título veio na 9ª edição do Festival de Marchinhas do Quiririm, que acabou na quinta-feira (12), no Palco de Eventos do distrito de Taubaté.

publicidade

Na final, dez composições concorriam ao título. O corpo de jurados, composto por cinco pessoas, julgaram os quesitos: letra, melodia, interpretação e ritmo.

Diferentemente da apresentação em Pindamonhangaba, quando Valquíria Gonçalves interpretou a marchinha, em Taubaté, o próprio autor Guilherme Ribeiro e sua filha Fernanda Ribeiro, foram os interpretes.

E os dois fizeram bonito. Acompanhados pela Banda Mistura Folia, se apresentaram muito bem e acabaram conquistando as melhores notas dos jurados, faturando assim o troféu de primeiro lugar do Festival, além de um prêmio em dinheiro de R$ 2.500.

Esta foi a primeira vez que os dois participaram do Festival de Quiririm.

Guilherme e Fernanda durante apresentação em Taubaté. (Foto: Luis Claudio Antunes/PortalR3)
Guilherme e Fernanda durante apresentação em Taubaté. (Foto: Luis Claudio Antunes/PortalR3)

O segundo lugar ficou com a marchinha “Tá todo mundo louco”, de Ana Claudia Zouza, que levou um prêmio de R$ 2.000 e o terceiro foi para “Exaltando Quiririm”, de Roberta Soares da Cruz, que além do troféu, faturou um prêmio em dinheiro de R$ 1.500.

O troféu de Melhor Interprete foi para Patrícia Oliveira, que cantou “É nessa onda que eu vou”, de Roberta Soares da Cruz.

Patrícia Oliveira (dir.) com o troféu de melhor intérprete do Festival de 2015. (Foto: Luis Claudio Antunes/PortalR3)
Patrícia Oliveira (dir.) com o troféu de melhor intérprete do Festival de 2015. (Foto: Luis Claudio Antunes/PortalR3)

SOBRE O FESTIVAL
O 9º Festival de Marchinhas de Quiririm, teve início na terça-feira (10). Foram 1o apresentações no primeiro dia e outras 10 no segundo, selecionando as finalistas. Segundo a organização, este ano 25 músicas foram inscritas para o Festival.

O evento é organizado e realizado pela prefeitura de Taubaté.

VEJA TAMBÉM