Projeto da Gerdau aumenta produtividade de cooperativas de sucata

Por: Share:
Organização de Pindamonhangaba foi uma das beneficiadas pela iniciativa. (Foto: Luis Claudio Antunes/PortalR3)
Organização de Pindamonhangaba foi uma das beneficiadas pela iniciativa. (Foto: Luis Claudio Antunes/PortalR3)

Uma iniciativa da Gerdau voltada a catadores e cooperativas de sucata tem contribuído para a formalização e o aumento da renda desses profissionais, além de ampliar o volume e a qualidade do material comercializado.

publicidade

Por meio do projeto Reciclagem Inclusiva, que já capacitou mais de 1,2 mil recicladores no Brasil, Chile, Peru e Uruguai sobre temas como gestão empresarial e ambiental, houve expressivo crescimento da receita dos catadores e das cooperativas participantes.

Desde o início do projeto, em 2007, os lucros registrados pelos participantes evoluíram, em média, 167%, enquanto que o volume de sucata coletado aumentou 339%. Além disso, o número de fornecedores da Gerdau foi ampliado, passando de nove em 2011 para 116.

Esses resultados renderam à Gerdau uma premiação inédita da World Steel Association, o Steelie Awards na categoria Excelência em Sustentabilidade. O projeto também foi recentemente reconhecido pelo programa Benchmarking Brasil como uma das melhores práticas socioambientais do País.

Localizada em Pindamonhangaba (SP), a Cooperativa Moreira Cesar Recicla foi uma das beneficiadas. Segundo a presidente da organização, Maria Ângela Gonzaga da Silva, além de levar capacitação técnica para os profissionais, o projeto contribuiu para a melhoria na qualidade do trabalho dentro da cooperativa. “Os cursos de cooperativismo, segurança no trabalho e a filosofia 5S nos trouxeram melhores condições em nossas atividades, mais entendimento e autonomia em gestão. A cooperativa é grata à Gerdau pelas contribuições e aprendizados que o projeto trouxe para as nossas tarefas diárias”, afirma Ângela.