Ilhabela recebe primeira escala de navio das Bahamas

Por: Share:
Cidade recebeu no domingo (25) o navio “Black Watch”, de bandeira das Bahamas. (Foto: Josefh Flore/PMI)
Cidade recebeu no domingo (25) o navio “Black Watch”, de bandeira das Bahamas. (Foto: Josefh Flore/PMI)

Quem visitou o Centro Histórico de Ilhabela, na Vila, no domingo (25, pôde observar uma novidade no mar. A cidade recebeu pela primeira vez a escala do navio “Black Watch”, de bandeira das Bahamas. É um conceito diferenciado de transatlântico, com apenas 435 cabines.

A tripulação da embarcação foi recepcionada pela diretora de Turismo, Eunice Bourroul. O navio “Black Watch” permaneceu no arquipélago durante todo o domingo e partiu no final da tarde rumo a Montevidéu, no Uruguai.

Ao todo são 129 escalas, que prosseguem até abril. Mais de 350 mil turistas devem passar pela cidade, o que aquece a economia e gera empregos.

Nesta segunda-feira (26/1) chegou em Ilhabela o navio MSC Magnífica. A embarcação fica até às 19h e segue para Búzios (RJ). Na terça (27/1) o município recebe mais escala dupla. O navio Costa Pacífica desembarca às 8h e segue às 14h para Punta Del Este, no Uruguai. Já o navio Zenith chega no mesmo horário, às 8h, e às 18h viaja para Búzios (RJ). “Sabemos da importância das escalas de transatlânticos para Ilhabela e, por isso, cada vez mais, buscamos aperfeiçoar esta recepção aos turistas. O passageiro desembarca e conhece a Ilha durante o dia, ficando sempre a vontade de voltar”, salienta o prefeito Toninho Colucci.

O receptivo turístico conta com 20 vans com média de 15 lugares cada, 60 jipes, oito embarcações e cerca de 20 táxis. O local ficou lotado durante toda a manhã, com o agendamento de passeios para praias do Curral, Garapocaia (Pedra do Sino), Cachoeira da Toca, entre outros atrativos da Ilha.

A Prefeitura também instalou novos flutuantes para facilitar o desembarque. O Centro de Informações Turísticas, que fica em frente ao píer, foi ampliado e conta com profissionais preparados da Secretaria Municipal de Turismo e Fomento.

Veja também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *