Homens pelo fim da violência contra a mulher se reúnem dia 20 em São José

Por: Share:
A ação cumpre o objetivo da campanha do Dia do Laço Branco, que é sensibilizar o maior número possível de homens. (Foto: Charles de Moura/PMSJC)
A ação cumpre o objetivo da campanha do Dia do Laço Branco, que é sensibilizar o maior número possível de homens. (Foto: Charles de Moura/PMSJC)

O Comitê do Laço Branco – Mil Homens pela Paz, criado pela Prefeitura de São José dos Campos em parceria com o Poder Judiciário Estadual e a sociedade civil, realiza nesta terça-feira (20), às 18h, a primeira reunião de 2015. O encontro será no prédio da Defensoria Pública do Estado de São Paulo – Unidade São José dos Campos (Rua Comendador José Vicente de Paula Penido 532), no Jardim Aquarius.

O encontro é aberto à participação de todos, mas principalmente aos homens. Não é necessário inscrição, basta se dirigir ao local da reunião. A reunião retoma as atividades do grupo para este ano. Os integrantes do comitê vão discutir a desconstrução da cultura machista e violenta contra as mulheres e a construção de uma cultura de paz, principalmente em São José dos Campos.

Entre os temas, serão debatidas a educação integral em sexualidade e gênero; ampliação e fortalecimento de campanhas de promoção de direitos; inserção das mulheres no mercado de trabalho; aumento da participação das mulheres nos espaços de poder e decisão.

O Comitê do Laço Branco – Mil Homens pela Paz é formado por homens da sociedade civil e do poder público. A ação cumpre o objetivo da campanha do Dia do Laço Branco, que é sensibilizar o maior número possível de homens sobre as decorrências da violência contra as mulheres, além das diretrizes da Campanha Compromisso e Atitude – Lei Maria da Pena – A Lei é mais forte, adotada pela Prefeitura de São José dos Campos em 2013.

A ação vem ao encontro ainda das discussões realizadas na ONU (Organização das Nações Unidas) sobre a igualdade de gênero, em uma conferência mundial que foi realizada esta semana na Islândia. O evento teve como objetivo conseguir que os homens se comprometam na promoção dos direitos das mulheres.

O Comitê do Laço Branco – Mil Homens pela Paz é uma iniciativa da Secretaria de Promoção da Cidadania. Mais informações na Coordenadoria Especial de Políticas Públicas para Mulheres, pelo telefone 3932-8620 ou 3932-8613.

Campanha do Laço Branco

No dia 6 de dezembro de 1989, Marc Lepine, de 25 anos, entrou armado na Escola Politécnica de Montreal, no Canadá. Em uma sala de aula, ele ordenou que os homens se retirassem e assassinou 14 mulheres. Depois suicidou-se.

O crime, que ficou conhecido como o “Massacre de Montreal”, mobilizou a opinião pública do país, criando a necessidade de um amplo debate sobre as desigualdades entre homens e mulheres e a violência gerada pelo desequilíbrio social. Assim, um grupo de homens canadenses, decidiu organizar-se para dizer que apesar daqueles que cometem violência contra a mulher, existem homens que repudiam esse tipo de agressão.

Eles elegeram o laço branco como símbolo e adotaram como lema: jamais cometer um ato violento contra as mulheres e não fechar os olhos frente a essa violência. O dia 6 de dezembro foi escolhido como o Dia do Laço Branco, para que a morte daquelas mulheres e o machismo que a gerou não sejam esquecidos pela sociedade.