Cruzeiro notifica feirantes sobre problema do lixo nas feiras

Por: Share:
O que motivou os fiscais a tomar essa decisão não foi apenas a preocupação com a limpeza e a higiene do local, mas também a questão social. (Foto: Divulgação/PMC)
O que motivou os fiscais a tomar essa decisão não foi apenas a preocupação com a limpeza e a higiene do local, mas também a questão social. (Foto: Divulgação/PMC)

Depois de diversas reclamações sobre o lixo que ficava acumulado nas imediações das Feiras Livre, em Cruzeiro, assim que eram encerrados os trabalhos dos feirantes, a prefeitura, através do Setor de Fiscalização, está notificando os feirantes para que façam a devido limpeza. Com a mudança, cada proprietário de barraca se encarrega de limpar seu espaço e depositar os resíduos. No fim da feira, caminhões da prefeitura passam recolhendo.

O que motivou os fiscais a tomar essa decisão não foi apenas a preocupação com a limpeza e a higiene do local, mas também a questão social. A cada fim de feira crescia o número de pessoas garimpando restos de frutas e legumes, que em sua maioria eram impróprios para consumo.

Paulo Henrique de Castro, Chefe da Fiscalização Tributária, explicou que tanto o Código Sanitário quanto o Código de Posturas do Município não permitem que resíduos biológicos, como a sobra de feira, fiquem espalhados por vias públicas. Embasado nesta questão legal, o setor adotou esse sistema de trabalho, com possibilidade de punição para quem descumprir o acordo.

Castro alertou que os fiscais estão atentos e que a fiscalização será constante nos dias de feira e adiantou que outras medidas ainda estão por vir, buscando garantir melhor qualidade dos produtos comercializados ali.

O Secretário de Governo, Eduardo Avelar, lembrou que a equipe de limpeza perde muito tempo realizando esse trabalho depois que termina a feira. Com isso, os produtos ficavam mais tempo expostos nas vias próximas, provocando reclamação principalmente por parte dos moradores vizinhos.

“Contamos com a colaboração dos feirantes para manter limpas as vias a as calçadas, evitando problemas para os moradores”, finalizou.

VEJA TAMBÉM