Carnaval do Rio começa com desfiles de blocos de bairros

Author: Share:
Os blocos de carnaval são tradicionais no Rio. A prefeitura estima que 200 mil pessoas acompanharão 40 blocos de hoje até domingo. (Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil)
Os blocos de carnaval são tradicionais no Rio. A prefeitura estima que 200 mil pessoas acompanharão 40 blocos de hoje até domingo. (Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil)

O carnaval ainda não começou oficialmente, mas 40 blocos sairão às ruas da cidade do Rio a partir de hoje (30) até domingo (1º). A expectativa da Empresa de Turismo do Município do Rio de Janeiro (RioTur) é que aproximadamente 200 mil pessoas participem dos desfiles em diversas regiões do município. A estrutura da prefeitura conta com banheiros químicos e containers, além de orientadores de trânsito, faixas e galhardetes de sinalização.

A programação começa hoje, a partir das 18h, com o Bloco A Pedra é do Sal e o Pão é de Açúcar, no Largo de São Francisco da Prainha no bairro da Saúde, zona portuária. Na subida do Morro da Conceição, o local faz parte da região conhecida como “Pequena África” –  onde chegaram milhares de escravos vindos da Europa  –  e é considerado o berço do samba carioca.

publicidade

Amanhã (31), blocos tradicionais e conhecidos por milhares de cariocas e turistas de todo o mundo desfilam na zona sul. É o caso da Banda de Ipanema, que há 50 anos arrasta foliões que se concentram na Praça General Osório. O desfile está marcado para 17h30.

Fundador e presidente da abanda, Cláudio Pinheiro informou que a comemoração dos 50 anos “será uma homenagem ao Rio. Neste grande espaço democrático do carnaval carioca, teremos um repertório com músicas brasileiras, sobretudo carnavalescas ou que assim se tornaram pela ação dos músicos da Banda. Também homenagearemos Dodô da Portela e maestro Freitas, amigos que perdemos recentemente. Seguimos em frente com alegria, sempre dizendo Rio, Logo existo”, completou.

O bloco Imprensa Que Eu Gamo, que se concentra amanhã, às 15 horas, em Laranjeiras, no Mercadinho São José, comemora 20 anos de sua criação este ano.

Coordenador acadêmico e um dos fundadores do bloco, André Luiz Cardoso revelou que “é difícil um jornalista não gostar de carnaval, mesmo que normalmente esteja trabalhando. No bloco, que sempre sai antes do carnaval,  encontramos colegas de diversos meios de comunicação. São profissionais que não conseguimos encontrar durante o ano por causa da correria da profissão. É importante valorizar a essência do carnaval de rua, que acaba sendo diferente dos desfiles de escolas de samba. Os blocos devem ser valorizados, pois são a cara do Rio de Janeiro”, acrescentou.

Presidenta da Associação Independente dos Blocos de Carnaval de Rua da Zona Sul, Santa Teresa e Centro da Cidade de São Sebastião do Rio de Janeiro (Sebastiana), Rita Fernande disse que, neste fim de semana, além do Imprensa que eu Gamo, outros blocos realizam eventos para apresentação do samba.  “O Simpatia é Quase Amor fará uma festa gratuita de ensaio amanhã, das 16h às 22h, no estacionamento do Planetário da Gávea.

As festividades são diversificadas e atingem todas as faixas etárias. O Bloco Desliga da Justiça, na Praça Santos Dumont, na Gávea,  toca diversos ritmos musicais. O diferencial é que a banda e os foliões desfilam fantasiados como personagens de histórias em quadrinhos – heróis e vilões. O bloco se concentra a partir das 10h.

A diversão não se limita à zona sul da capital. Na Tijuca, na zona norte, o Bloco Nem Muda, Nem Sai de Mim estará nas avenidas Garibaldi e Avenida Maracanã, às19h de amanhã . Domingo, às 16 horas, na Praça Jerusalém, no bairro Jardim Guanabara (Ilha do Governador), são esperadas milhares de pessoas no Bloco Foliões do Rio. Na zona oeste,  na Estrada Intendente Magalhães, em Vila Valqueire, o Bloco Meu Amor, Eu Vou Ali estará concentrado a partir das 9h de domingo.

Veja também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *