VÍDEO: Câmara de Vereadores homenageia historiadores de Pinda





CONFIRA A REPORTAGEM COMPLETA EM VÍDEO

Em sessão solene realizada na segunda-feira, dia 8 de dezembro, a Câmara de Vereadores homenageou dois grandes nomes ligados à história de Pindamonhangaba.

O primeiro homenageado foi Francisco Piorino Filho, que recebeu a medalha “Athayde Marcondes”. A honraria é dada para aqueles que contribuíram ou contribuem com o estudo, pesquisa e divulgação da história da Princesa do Norte e foi criada em 2013 através de um Decreto Legislativo de autoria do vereador José Carlos Gomes, o Cal.

publicidade

Coube ao acadêmico e ex-presidente da Câmara de Vereadores, Fernando Prado Resende, a missão de discorrer um pouco sobre a vida e obras do homenageado Francisco Piorino. Fatos pitorescos de uma adolescência não tão distante foram reveladas aos presentes.

Com 79 anos de idade e autor de onze livros sobre a história de Pindamonhangaba e de seus filhos ilustres, Francisco Piorino, agradeceu a homenagem e depois entregou a medalha a sua esposa, Therezinha, com quem completou 59 anos de matrimônio também no dia 8 de dezembro.

Francisco Piorino Filho é a primeira pessoa a receber a medalha da Câmara de Vereadores de Pindamonhangaba. Em 2013, ano em que foi criada a homenagem, o jornalista Altair Fernandes, responsável pela página de história do Jornal Tribuna do Norte, foi homenageado com o “Diploma de Mérito Athayde Marcondes”.

O segundo homenageado da noite foi o próprio Athayde Marcondes. Embora tenha nascido em Taubaté, veio morar em Pindamonhangaba junto com seus pais quando tinha 13 anos de idade. Na Princesa do Norte, deixaria o seu grande legado. Entre tantas outras, foi jornalista, farmacêutico, militar, professor e historiador.

E é como historiador que Athayde Marcondes é sempre lembrado. Em 1907 ele escreveu o livro “Pindamonhangaba – Apontamentos Históricos, Geográficos, Genealógicos, Biográficos e Cronológicos”. A obra com 325 páginas é um marco para a história da cidade e fonte de pesquisa para todos os demais historiadores que o sucederam ou que desejam se enveredar por esta nobre arte.

Em 1922, lançou uma segunda edição do livro Pindamonhangaba, esta ampliada, e com mais detalhes sobre a história de cidade. José Athayde Marcondes faleceu no dia 13 de setembro de 1924, próximo de completar 60 anos.

José Luiz Gândara Martins (esq.), neto de Athayde Marcondes e Francisco Piorino. (Foto: Luis Claudio Antunes/PortalR3)

José Luiz Gândara Martins (esq.), neto de Athayde Marcondes e Francisco Piorino. (Foto: Luis Claudio Antunes/PortalR3)

Pela sua grande contribuição à cidade, foi concedido a ele o título de “Cidadão Pindamonhangabense “Post Mortem”. O título também foi através de um Decreto Legislativo de autoria do vereador José Carlos Gomes, o Cal.

Coube a José Luiz Gândara Martins, um dos netos de Athayde Marcondes, receber a homenagem em nome de toda a família.

CONFIRA A GALERIA DE FOTOS DO EVENTO

Este slideshow necessita de JavaScript.