Oferta de água é ampliada na zona oeste do Rio de olho nas Olimpíadas

Por: Share:
A nova subadutora Catonho-Barra é parte do pacote de intervenções para cumprir os compromissos assumidos para as Olimpíadas. (Foto:  Arquivo/Agência Brasil)
A nova subadutora Catonho-Barra é parte do pacote de intervenções para cumprir os compromissos assumidos para as Olimpíadas. (Foto:
Arquivo/Agência Brasil)

Foi inaugurada ontem (27) no Rio de Janeiro a nova subadutora Catonho-Barra, parte do pacote de intervenções para cumprir os compromissos assumidos pelo estado para a realização dos Jogos Olímpicos de 2016. A nova estrutura vai ampliar a oferta de água para as regiões de Jacarepaguá e Barra da Tijuca, na zona oeste. Interliga a adutora Veiga Brito, na Estrada do Catonho, à subadutora Urucuia-Barra, na Estrada dos Bandeirantes, em Jacarepaguá.

Ao todo, são 4.900 metros de extensão em tubulações de aço, que vão permitir o fornecimento direto da água produzida pelo Sistema Guandu à região da Estrada dos Bandeirantes e seu entorno, área anteriormente atendida pela Represa do Camorim. De acordo com a Companhia Estadual de Águas e Esgoto (Cedae), o novo sistema vai evitar flutuações no abastecimento em épocas de longa estiagem e de aumento do consumo no período do verão.

Ainda segundo a Cedae, o pacote de intervenções para a região custará R$ 200 milhões no total e deve beneficiar mais de 900 mil habitantes da Barra da Tijuca, do Recreio dos Bandeirantes, de Jacarepaguá, Vargem Grande e Vargem Pequena, alguns dos bairros que mais crescem no Rio.  Entre as obras, estão a construção dos reservatórios do Outeiro e de Jacarepaguá e a reforma do reservatório de Reunião. além do assentamento de 80 quilômetros de adutoras, travessias, troncos e redes distribuidoras.

VEJA TAMBÉM