90ª Corrida de São Silvestre fecha o ano esportivo no Brasil

Por: Share:

Edição 2014 tem 30 mil inscritos, divididos em várias categorias. (Foto: Djalma Vassão/Gazeta Press)
Edição 2014 tem 30 mil inscritos, divididos em várias categorias. (Foto: Djalma Vassão/Gazeta Press)
A Corrida Internacional de São Silvestre completa sua 90ª edição nesta quarta-feira, dia 31 de dezembro. Cerca de 30 mil atletas, de 42 países, participarão da principal e mais tradicional corrida de rua da América Latina. Serão 15 km pelas ruas e avenidas da Capital Paulista, encerrando o ano esportivo nacional. Destaque para o elevado nível técnico desta edição para lá de especial, reunindo inúmeros campeões do evento nos últimos anos, no masculino e feminino. Vale lembrar que a última vitória nacional no masculino aconteceu em 2010, com Marilson dos Santos, enquanto no feminino foi em 2006, com Lucélia Peres.

A programação de horários de largadas no dia 31 de dezembro, na Avenida Paulista, em São Paulo, tem a categoria Cadeirantes começando às 7h45. O pelotão de Elite feminino terá a largada às 8h40. Logo em seguida, às 9h, será a vez do pelotão de Elite masculino, Pelotão Especial (masculino e feminino), atletas em geral e com outras deficiências.

O Brasil estará com alguns de seus principais nomes na disputa. Giovani dos Santos, destaque do Brasil em corridas de rua na atualidade, segue sendo o grande favorito. Nos últimos dois anos ele foi o melhor atleta do Brasil na São Silvestre, nas duas vezes com o quarto lugar, e acabou de conquistar o tricampeonato na Pampulha (2012/2013/2014). Ainda soma a conquista na Meia Maratona Internacional de São Paulo em 2013 e, recentemente, a Corrida Eu Atleta – 10K Rio, pela segunda vez consecutiva.

publicidade

Damião de Souza também está entre as feras brasileiras na prova. Campeão da Meia Maratona Internacional de São Paulo em 2009 e sétimo no ano passado na São Silvestre, ele tem como grande resultado neste ano o terceiro lugar na Meia Maratona Internacional do Rio de Janeiro. Destaque também para José Marcio Leão da Silva, Giomar Pereira da Silva, Gilberto Lopes, todos entre os melhores do ranking, e Altobeli dos Santos Silva, oitavo colocado em 2013.

No feminino, Sueli Pereira da Silva puxa a lista de estrelas nacionais, tendo, no passado, obtido terceiro na Meia de São Paulo, quarto na Volta da Pampulha, quinto na Meia do Rio e sexto na São Silvestre, sendo a melhor brasileira na prova. Em 2014 foi quarta colocada na Maratona de São Paulo e na Volta Internacional da Pampulha. Cruz Nonata, por sua vez, foi quarta na Meia Maratona do Rio 2012, na Maratona de São Paulo 2013, sétima na São Silvestre 2013, e terceira na Meia do Rio 2014;

A paranaense Joziane Cardoso, por sua vez, vem se destacando bem nas provas de rua. Ele foi campeã da Meia Maratona Internacional de São Paulo e quarta na Meia Maratona Internacional do Rio de Janeiro, ambas neste ano, fechando a série com o título na Pampulha, justamente em sua estreia na prova.

Estrangeiros
O etíope Tariku Bekele volta ao Brasil após dois anos para buscar o bicampeonato. Ele começou a se destacar em 2006, ao vencer o Mundial Júnior nos 5000m, voltando ao topo do pódio duas temporadas mais tarde, ao ganhar o Mundial Indoor em Valência, nos 3000m. Em 2011 venceu a São Silvestre, entrando para história como segundo atleta de seu país a conseguir este feito e, ainda, com um excelente tempo de 43min35seg, o segundo melhor desde que a prova passou a ter 15km – o melhor é 43min20seg, de Simon Chemwoyo (QUE), em 1993.

Em 2012, nos Jogos Olímpicos de Londres, ele mostrou sua força ao garantir o bronze nos 10.000 m e colocar seu nome nomes mais uma vez entre os melhores do mundo, além de ganhar também a San Silvestre Vallecana, de Madri (ESP). Irmão de Kenesisa Bekele, campeão olímpico e recordista mundial, confirma que tem o DNA de vencedor. “Meu irmão é meu herói”, ressalta.

Mark Korir, de 29 anos, é outro destaque bem conhecido dos brasileiros, com uma série de grandes resultados no país. Entre seus feitos estão os títulos da Meia do Rio e10K Rio, ambos em 2011, ano que foi vice-campeão da São Silvestre com sua melhor marca para os 15 km, 43min58seg. No ano seguinte foi vice na Meia do Rio e terceiro na São Silvestre. Em 2013 venceu a Meia Maratona das Cataratas, estabelecendo o novo recorde, e vice na Meia do Rio e na Maratona da Coréia do Sul. No final do ano, ele terminou como vice-campeão da São Silvestre.

No masculino, Stanley Koech chega trazendo na bagagem o título de campeão da Maratona de São Paulo no ano passado, quando também ficou com o quarto lugar na Meia Maratona Internacional de São Paulo e foi terceiro colocado na Corrida de São Silvestre. A temporada 2014 começou bem para o atleta, que retornou à Capital Paulista para vencer a Meia Maratona Internacional da cidade. Já seu “xará” Stanley Biwott tem no currículo o título da Maratona Internacional de São Paulo.

A queniana Nancy Kipron já é bem conhecida do público brasileiro e, com seus feitos, confirmou a condição de séria candidata ao topo do pódio. No ano passado venceu a Meia Maratona Internacional do Rio de Janeiro e a São Silvestre. Em 2014, voltou à Cidade Maravilhosa para confirmar sua qualidade e garantir o bicampeonato e ainda garantiu o título da Meia Maratona das Cataratas, em Foz do Iguaçu e o bicampeonato nos 10k Tribuna, entre outros feitos.

Priscah Jeptoo, de 30 anos, retorna ao Brasil para tentar o segundo título na São Silvestre. Recordista da prova com 15 km, com a marca de 48min48seg, ela conseguiu melhorar ainda mais seu tempo na distância nesta temporada, com 46min59seg na Holanda, na cidade de Nijmegen, em novembro. A queniana tem no currículo dois resultados de destaque: prata o Mundial de 2011 e nos Jogos Olímpicos de Londres, em 2012, ambos na maratona. Em grande fase, é mais uma séria candidata à vitória.

Maurine Kipchumba tem competido bastante no país no últimos anos. Em 2012, além da São Silvestre, venceu a Volta Internacional da Pampulha. No ano seguinte, repetiu o topo do Pódio na Pampulha, venceu a Corrida Eu Atleta 10K Rio e foi vice na Meia Maratona Internacional do Rio de Janeiro. Sua presença faz com que a prova deste ano reúna, nada menos, que as três ultimas vencedoras – Priscah Jeptoo (11), Maurine (12) e Nancy Kipron (13).

Outra atração no feminino será a vice-campeã de 2013. A etíope Netsanet Kebede é mais um nome forte que estará no pelotão de Elite, sem dúvida como uma das favoritas ao título. Em 2013 ela venceu a Coca-Cola Race Series, a Great Ethiopean Run, com 10k, no tempo de 33min23seg, e terminou o ano como segunda mais bem colocada da São Silvestre.

VEJA TAMBÉM