Queniano Paul Kangogo vence a 20ª Maratona Internacional de São Paulo

Por: Share:
Paul Kangogo comemora vitória no Brasil. (Foto: MidiaSport/Divulgação)
Paul Kangogo comemora vitória no Brasil. (Foto: MidiaSport/Divulgação)

O Quênia garantiu os títulos do masculino e feminino na 20ª Maratona Internacional de São Paulo. Na manhã deste domingo (19), após 42,1 km, por ruas avenidas da Capital Paulista, Rumokol Chepkanan, campeã de 2012, conquistou o bicampeonato com o tempo de 2h42min27seg, enquanto Paul Kangogo, em sua estréia no evento, cruzou a linha de chegada no Obelisco do Ibirapuera com o tempo de 2h14min16seg. Os melhores brasileiros na prova foram Edmilson dos Reis Santana, terceiro colocado com 2h20min19seg, e Sueli Pereira da Silva, que repetiu o quarto lugar com a marca de 2h47min57seg.

publicidade

Uma das principais provas do país, a Maratona Internacional de São Paulo completou duas décadas em grande estilo, reunindo mais de 18 mil corredores representando todos os estados do país e vários países. Mesmo em um dia de muito calor, os atletas, divididos nas quatro opções do evento – 42,5 km, 25 km, 10 km e 3 km de caminhada -, fizeram bonito, colorindo a cidade.

O feminino foi o primeiro a largar, tendo como destaque a campeã de 2012, a queniana Rumokol Chepkanan, da Equipe Luasa, que no currículo ainda tem dois vices na disputa. A corredora voltou forte e mostrou porque é um dos grandes nomes do evento nos últimos anos. Ela assumiu a ponta logo e manteve a posição até cruzar a linha de chegada em primeiro, com 2h42min27seg, e mais de

um minuto de vantagem para a segunda colocada, sua compatriota Jane Jelagat Surey.

“É muito bom voltar aqui e conseguir mais um título, mostrando que os dois meses de preparação foram importantes. Adoro correr aqui e espero estar em outras edições”, destacou a bicampeã. “Foi uma prova dura por conta do calor, o que também impediu que o tempo fosse melhor. Agora é pensar na São Silvestre, no final do ano”, completou a atleta.

O treinador da vencedora é Luis Antonio do Santos, primeiro vencedor da Maratona de São Paulo, em 1995. “Estou muito contente, pois mostra que estamos no caminho certo e que continuo sendo importante para a prova, agora como treinador”, declarou o ex-atleta.

Sueli Pereira da Silva foi, mais uma vez, a melhor do país. O quarto lugar confirmou seu bom momento e a condição de principal corredora da atualidade. “Foi uma prova complicada por conta do calor, mas estou contente por ter conseguido um lugar no pódio, como tinha planejado. Gostaria de parabenizar a organização pela excelente hidratação ao longo do percurso; foi perfeita”, destacou a atleta, que agora vai se preparar para a Volta da Pampulha e a São Silvestre, ambas em dezembro.

Masculino
No masculino, o título ficou com o estreante Paulo Kangogo. Vencedor da Maratona de Mombassa (Quênia) em agosto, com 2h11, o africano teve uma estreia perfeito. Depois de parte da prova, ele e outros quenianos foram para a ponta, deixando claro que a briga pela vitória estaria em os estrangeiros. Nos quilômetros finais, ele deixou Daniel Limo para trás para vencer com o tempo de 2h14min16seg. O segundo lugar ficou com Daniel Limo, 2h14min35seg.

“Gostei muito do percurso aqui e deu tudo certo. Mas o calor foi um grande adversário neste dia. Espero poder voltar e buscar mais um bom resultado no Brasil”, afirmou Paulo Kangogo, de 25 anos, da Equipe Fila/Caixa.

Edmilson Santana foi o melhor brasileiro, terminando em 3º lugar. (Foto: MidiaSport)
Edmilson Santana foi o melhor brasileiro, terminando em 3º lugar. (Foto: MidiaSport)

O baiano Edmilson Santana ficou em terceiro lugar, melhorando seu desempenho do ano passado, quando chegou em quarto. Segundo ele, o segredo foi começar mais devagar, forçando na parte final. “Comecei mais devagar por conta do calor e depois consegui passar muita gente. Por conta do calor, foquei em um lugar no pódio e não no tempo. Deu certo, felizmente”, declarou o atleta, de 27 anos. “Agora vou me preparar a Pampulha”, finalizou.

Outros dois brasileiros completaram o pódio. Gilberto Silvestre, da Equipe Pé de Vento/Caixa, terminou em quarto, com 2h21min39seg, e Fredison Costa, foi o quinto, 2h23min32seg.

Resultados 2014

Masculino
1) Paul Kangogo (Quênia), 2h14min16seg
2) Daniel Limo (Quênia), 2h14min35seg
3) Edmilson Santana (Brasil), 2h20min20seg
4) Gilberto Lopes (Brasil), 2h21min39seg
5) Fredison Costa (Brasil), 2h23min32seg

Feminina
1) Rumokol Chepkanan (Quênia), 2h42min27seg
2) Jane Jelagat Surey (Quênia), 2h42min29seg
3) Fridah Lodepa (Quênia), 2h45min42seg
4) Sueli Pereira da Silva (Brasil), 2h48min57seg

5) Belaynesh Yigezu (Etiópia), 2h55min25seg

Cadeirante
Masculino
1) Alfonso Zaragoza (México), 1h50min45seg
2) Fernando Nava (México), 1h54min52seg
3) Buron Lopez ( Equador), 1h58mi9n38seg
4) Heitor Mariano do Santos (Brasil), 2h04min13seg
5) Jaciel Antônio Paulino (Brasil), 2h14min03seg

Feminino
1) Alicia Ibarra (México)
2) Aline dos Santos Rocha (Brasil), 2h18min10seg

Todos os campeões da Maratona de São Paulo (Masculino / Feminino)
2014 – Paul Kangogo (QUE), 2h14min16/Rumokol Chepkanan (QUE), 2h42min27
2013 – Stanlei Koech (QUE), 2h16min07/Samira Raif (MAR), 2h38min23s
2012 – Solonei da Silva (BRA),2h12min25s/Rumokol Chepkanan (QUE),2h31min31s
2011 – David Kemboi (QUE), 2h11min53s/ Samira Raif (MAR), 2h36min01
2010 – Stanley Biwott (QUE), 2h11min21s/Marizete Moreira (BRA), 2h39min26s
2009 – Elias Chelimo (QUE), 2h13m59s/ Marizete Moreira (BRA), 2h42m24s
2008 – Claudir Rodrigues (BRA), 2h17m07s/Mª Zeferina Baldaia (BRA), 2h42m20s
2007 – Reuben Chepkwek (QUE), 2h16m05s/ Jacqueline Chebor (QUE), 2h40m12s
2006 – Rotich Solomon (QUE), 2h15m15s/ Margaret Karie (QUE), 2h39m24s
2005 – José Teles (BRA), 2h19m47s/ Márcia Narloch (BRA), 2h40m39s
2004 – Frank Caldeira (BRA), 2h17m30s/ Margareth Karie (QUE), 2h40m10s
2003 – Genilson da Silva (BRA), 2h16m26s/Mª do Carmo Arruda (BRA), 2h39m12s
2002 – Vanderlei de Lima (BRA), 2h11m19s/ Mª Zeferina Baldaia (BRA), 2h36m07s
2001 – Stephen Rugut (QUE),2h14m30s/ Marizete Rezende (BRA), 2h38m57s
2000 – David Ngetich (QUE), 2h15m21s/ Márcia Narloch (BRA), 2h40m15s
1999 – Paul Yego (QUE), 2h15m29s/Márcia Narloch (BRA), 2h37m20s
1998 – Diamantino dos Santos(BRA), 2h16m55s/ Viviany Oliveira (BRA), 2h39m58s
1997 – Kipkemboi Cheruiyot (QUE), 2h17m07s/ Viviany Oliveira (BRA), 2h42m13s
1996 – Chalam El Maali (MAR), 2h15m21s/ Janete Mayal (BRA), 2h41m40s
1995 – Luiz A. dos Santos (BRA), 2h17m11s/Ilyna Nadezhda (RUS), 2h49m33s