Aeroclube de Pindamonhangaba, por Francisco Piorino Filho

Por: Share:
Avião sobrevoa Pindamonhangaba no 7 de setembro de 1940. (Foto: reprodução)
Avião sobrevoa Pindamonhangaba no 7 de setembro de 1940. (Foto: reprodução)

Deliberamos comentar, embora que sucintamente, sobre o tradicional e prestativo AEROCLUBE DE PINDAMONHANGABA, entidade que de forma lamentável já de há muito tem sido relegada a plano secundário pelos órgãos governamentais. A entidade, hoje presidida pelo esforçado Comandante Pacca – Osmar de Almeida Pacca, foi fundada em 14 de julho de 1939 e considerada de utilidade pública pela lei municipal 409, de 04 de novembro de 1958, tendo, desde sua fundação, papel relevante na formação de pilotos, muitos dos quais já emprestaram ou continuam a contribuir na pilotagem de aviões de alto porte. (A foto registra uma vista aéra quando das festividades do “7 de Setembro”, em 1940, mostrando um avião paulistinha, pilotado pelo saudoso Aloysio I.Dantas da Gama).

Sua contribuição vai além, pois não raras vezes colocou sua modesta pista de terra batida, para receber aeronaves de alta envergadura, seja para atendimentos em tragédias acontecidas no litoral, seja por emergência, como se verificou em 1983, quando então o senador eleito Orestes Quércia- que fazia vôo de São Paulo ao Rio, teve que aterrisar na pista do Aeroclube de Pindamonhangaba até mesmo com riscos, mas, felizmente, com êxitos.

O Aeroclube de Pindamonhangaba teve entre seus fundadores,nada menos que 115 cidadãos, o ex-prefeito José Martimiano Ferraz, o Dr. Clodomiro Vergueiro Porto, então diretor do antigo Haras Paulista, os irmãos Valentini (Ciro, Romeu e Wilson), estes todos brevetados na escola de pilotagem da entidade e uma gama de outros verdadeiros exemplos de dedicação, valendo citar o inspetor Federal de Ensino, Antonio Bulcão Giúdice o qual, em um vôo de experiência com um velho “Tiger Moss”, doado pela Marinha Brasileira, foi vítima, pois o avião que pilotava explodiu pouco tempo depois de sua decolagem. Tal fato aconteceu em 1942, sendo este o único acidente do Aeroclube. Houve um certo retraimento nas atividades da Escola de Pilotagem mas foi retomada em suas atividades pelo então jovem piloto aqui brevetado Manoel de Freitas e também por Felisberto Pinto Monteiro. Não podemos deixar de citar os membros da Família Asseburg e tantos outros que muito fizeram pela entidade.

Importante agora é clamar ao Governador Alckmin, filho de Pindamonhangaba, que retorne à luta que está sem suas mãos para não só ampliar a pista do Aeroclube como pavimentá-la nos termos da direção da Aviação Civil, vez que, tanto ele, como seus antecessores à época no exercício de Prefeito de Pindamonhangaba, tantas e tantas vezes batalharam junto ao Governo do Estado que hoje está a presidir. Está nas mãos do Governador Alckmin atender essa velha aspiração do veterano Aeroclube.

A luta da atual diretoria, como a de tantas outras, das quais citamos aquela em que esteve presente o saudoso Pedro Costa Terclavers, bem que merece o atendimento do senhor Governador que tanto ama sua tradicional “Princesa do Norte”.

Bom é lembrar que Pindamonhangaba, desde a década de 1970, exatamente em 1977, já reivindicava UM AEROPORTO… mas, se até hoje os esforços parecem ter sido em vão, que pelo menos se asfalte a pista, ampliando-a antes pois isto, virá ao encontro de Pindamonhangaba que será grata ao Governo Alckmin.

Mostramos a seguir as fotos pertinentes à aeronave em que o presidente do Aeroclube, Osmar de Almeida Pacca, encontrou a aeronave PP-HJF, totalmente pronta para ser recomposta o que o fez com a colaboração do associado Dr. Almérico Wolff. Primeiramente mostramos a estrutura da aeronave. Já na foto seguinte, parte da aeronave CAP4-PP-HJF-posição avançada estando todos os associados com ansiedade de vê-la em condições para instrução. Em seguida, a outra foto registra o momento em que o Comandante da entidade, Pacca e Marcos, responsável pela reconstrução da aeronave, fixando a hélice. Ao depois, o Comandante Pacca é visto fixando o prefixo da aernonave. Seguindo-se, a posição da aeronave em 25 de maio deste ano, em condições de instrução. E finalmente, a mostra de dois dos quatro hangares do Aeroclube, um denominado Antonio Bulcão Giúdice e o outro, Pedro Costa Terclavers.

Hoje, conforme informações do tesoureito da entidade, Fernando Prado Rezende, um dos grandes lutadores, possui o Aeroclube: 1. aeronave Paulistinha -prefixo CAP-4-PP-HJF; 2. aeronave Aeroboero – prefixo PP-FLP. Possui 4 hangares que poderão receber24 aeronaves. No hangar 4, encontram-se estacionados 01(um) helícóptero e uma aeronave em construção.

Nosso Aeroclube sempre lutou e continua lutando por ter sua pista ampkliada e ainda para que a mesma seja asfaltada, melhorias essas que a diretoria atual espera ver do senhor Governador-Geraldo Alckmin, atendidas as pretensões vez que o Aeroclube tantos benefícios já prestou a comunidades de toda região e prossegue dando sua colaboração. Necessário se torna que nossas autoridades, principalmente as ligadas à área governamental.

A título de curiosidade, mostramos a foto a verdadeira “JOANINHA” que estampava o rótulo do famoso Guara´na Joaninha, principalmente na década de 1940.