HR em Taubaté realiza 2ª captação de coração para transplante

Por: Share:
Esta é a 4º captação de órgãos realizada pelo Hospital em 2014. (Foto: divulgação)
Esta é a 4º captação de órgãos realizada pelo Hospital em 2014. (Foto: divulgação)

Após cerca de 4 horas de duração, o Hospital Regional do Vale do Paraíba, do Governo do Estado de São Paulo, possibilitou a retirada de um coração para transplante, a segunda realizada na história da Unidade. O procedimento aconteceu na tarde do sábado (19) e contou com equipes do HR e do Hospital Beneficência Portuguesa, de São Paulo (SP).

publicidade

A doadora foi uma mulher de 38 anos, que teve diagnóstico comprovado de Morte Encefálica (ME). No ato da notificação, a OPO/Campinas – Organização de Procura de Órgãos – foi acionada para a localização de potencial receptor, localizando uma paciente internada em São Paulo. Além do coração, foram captados fígado, rins e córnea, beneficiando assim até 6 pacientes.

“É um momento muito difícil para a família que está doando devido ao falecimento de um ente querido. Por outro lado, é um momento único, a partir daí conseguirem tirar forças para a autorização cientes de que outras vidas poderão ser salvas”, comenta o Diretor Técnico e Coord. Intra-Hospitalar de Doação de Órgãos do HR, Dr. Caio Soubhia Nunes.

A constatação de morte encefálica é um processo que leva cerca de 24h, para que não haja falhas em nenhum dos procedimentos realizados. O paciente (potencial doador) passa por uma bateria de exames para diagnosticar a morte encefálica. É importante ressaltar que a família do paciente é informada sobre todos os passos dados pelas equipes médica e de enfermagem.

A equipe de Cirurgia Cardíaca do HR auxiliou o procedimento e destacou a importância para a região. “Trata-se de uma evolução em equipe, estrutura e conhecimento, pois a abertura para esse tipo de procedimento integra um processo que irá nos possibilitar, no futuro, realizar transplantes cardíacos também no Hospital Regional, através de Credenciamento junto ao Ministério da Saúde”, destacou Dr. Antônio Neves, da Equipe de Cirurgia Cardíaca do HR.

A captação de órgãos é um procedimento cirúrgico e o Hospital Regional conta com uma estrutura própria para abrigar estes e outros procedimentos de alta complexidade. O coração, em virtude da urgência, foi transportado de jato para São Paulo. A viagem e o transporte ao hospital duraram 33 minutos.

Balanço
Até o momento já foram realizadas 4 captações, contra 7 realizadas durante todo o ano de 2013. Já nos outros anos, 2011 e 2012, apenas 2 doadores viáveis tiveram aceitação familiar para que a doação fosse concretizada.

 procedimento aconteceu na tarde deste sábado, 19, e contou com equipes do HR e do Hospital Beneficência Portuguesa, de São Paulo (SP). (Foto: divulgação/HR)
procedimento aconteceu na tarde deste sábado, 19, e contou com equipes do HR e do Hospital Beneficência Portuguesa, de São Paulo (SP). (Foto: divulgação/HR)