Polícia de Pinda esclarece crime contra professor Paulo Cachoeira




Paulo José Ferreira, conhecido como Paulo Cachoeira, era professor na Secretaria de Esportes de Pindamonhangaba. (Foto: divulgação)

Paulo José Ferreira, conhecido como Paulo Cachoeira, era professor na Secretaria de Esportes de Pindamonhangaba. (Foto: divulgação)

Paulo José Ferreira,  40 anos, era conhecido por Paulo Cachoeira, professor de educação física no setor de esportes da prefeitura de Pinda, estava desaparecido desde a noite do dia 29 de janeiro, quando teria saído de casa com seu veículo GM Agile, de cor verde. O corpo da vitima foi encontrado pela polícia no início da tarde de quinta-feira, dia 6.

Toda a ação começou após o encontro do veículo da vítima pela polícia. A partir daí foi possível verificar indícios de que se tratava de um latrocínio (roubo seguido de morte), já que os receptadores do veículo informaram terem comprado de uma pessoa conhecida por um apelido.

Apurado, a vítima teria sido abordada na Praça do Cruzeiro, centro de Pinda, pelos indiciados. Anunciaram o roubo, ordenando que o professor Paulo Cachoeira fosse para o banco de passageiro dianteiro, enquanto um deles tomou a direção do veículo.

Os dois e o professor deixaram o local se dirigindo até o balneário no bairro Piracuama e lá chegando ordenaram que o professor fosse para o porta-malas, tendo os pulsos amarrados por um cadarço.

Em seguida retornaram para o centro da cidade e pararam nas proximidades do túnel, bairro Mombaça, onde embarcou uma moça usuária de drogas.

Deram algumas voltas pelo centro da cidade de Pinda e seguiram para Taubaté, por onde rondaram por um certo tempo, retornando a Pinda, onde deixaram a moça em sua casa e rumaram para a estrada das Oliveiras, com acesso pelo bairro Piracuama.

publicidade

Por volta de 7h de quinta-feira, dia 6, pararam na estrada das Oliveiras e obrigaram a vítima a sair do porta-malas e caminhar até a um pequeno lago, situado às margens da estrada, obrigando a vítima a entrar no lago onde, mediante força física, a mataram afogada

Saíram do local, levando o veículo da vitima e a importância de R$ 32,00 ( trinta e dois reais).

Na terça feira anterior, dia 4, um dos indiciados foi preso após tentativa de furto de cofre de uma farmácia em Pinda. Na oportunidade, o outro indiciado, teria conseguido se evadir do local.

Um dos indivíduos preso disse que a intenção era somente roubar o carro, mas seu companheiro ficou com medo de ser reconhecido pelo professor e então resolveram matá-lo.Os supostos compradores do veículo foram indiciados por receptação.

Os dois indiciados estão presos e ficam à disposição da justiça.